Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Homem suspeito de homicídio morre carbonizado no Belo Jardim

Jordan Israel da Silva, de 31 anos, suspeito de ter praticado um homicídio na noite de sexta-feira (02), no Ramal da Huga, morreu carbonizado na madrugada deste sábado (03), dentro de uma residência localizada no Ramal da Usina, no bairro Belo Jardim III. O incêndio está sendo tratado como criminoso.
O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 00h20 e fez a contenção das chamas para que não se propagassem. Em meio aos escombros e cinzas, um corpo foi encontrado carbonizado. A suspeita é que o incêndio foi criminoso, em retaliação a um homicídio que teria como autor a vítima das chamas.
Segundo o delegado que investiga o caso, um homem identificado como Lucas de Albuquerque, que teria sido assassinado por Jordan Israel, foi encontrada com várias perfurações espalhadas pelo corpo, aparentemente feitas por pedaços de vidro ou um gargalo de garrafa de cerveja, no Ramal da Huga.
Revoltados, populares teriam se unido em busca de Jordan Israel, apontado como principal suspeito do assassinato de Lucas Albuquerque. O acusado teria sido encontrado em sua residência, ele teria sido agredido e em seguida seus agressores incendiaram a casa deixando-o amarrado dentro.
Foi realizada perícia no local para a coleta de informações sobre o crime. Pessoas já estão sendo ouvidas pelo delegado que pretende identificar os envolvidos que teriam feito justiça com as próprias mãos. Na mesma noite um outro incêndio a residência foi registrado no bairro Sobral, poucos dias depois da casa em frente também ter sido consumida pelo fogo por causas criminosas.
Fonte ac24horas