Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Desenvolver o cooperativismo é missão do Sicredi nas cidades onde está presente

Por meio de diferentes programas, as cooperativas educam, formam e informam os associados e a comunidade e colocam em prática os seus valores


Desenvolver o cooperativismo entre os seus associados e a comunidade onde atua é um preceito básico das cooperativas do Sicredi, que por meio de diferentes iniciativas colocam em prática os seus valores. Ao realizar essas atividades, ao menos dois princípios do cooperativismo são exercitados: o 5º princípio, que é educar, formar e informar; e o 7º princípio, que é o interesse pela comunidade.

As cooperativas trabalham na promoção da educação e formação dos associados, dos representantes eleitos e colaboradores, para que eles possam contribuir de maneira eficaz para o seu constante desenvolvimento. As ações são frequentes e visam mostrar as vantagens da cooperação, especialmente entre aqueles que ainda não fazem parte do sistema. Além disso, as cooperativas também têm especial interesse pela região onde está presente, pois elas atuam para o desenvolvimento sustentado das comunidades por meio de políticas aprovadas pelos seus associados, já que estes possuem voto nas decisões tomadas pela cooperativa.

Uma das cooperativas do Sicredi na região Centro Norte (que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre) que segue à risca esses dois princípios do cooperativismo é a Sicredi Noroeste MT e Acre. Ao desenvolver uma série de ações, a cooperativa registra ano a ano o crescimento no número de associados que, ao usarem os produtos e serviços financeiros oferecidos pela instituição financeira cooperativa, contribuem para o seu crescimento e fortalecimento no mercado.

Mas, antes de chegar aos números que demostram o desempenho, a presença e a solidez do Sicredi, muito se faz nas cooperativas junto aos associados e à comunidade para que esses resultados sejam alcançados e reconhecidos. Um esforço que une milhares de pessoas. A cooperativa Sicredi Noroeste MT e Acre atende 15 cidades de Mato Grosso e todos os 22 municípios do Acre, com cerca de 30 mil associados. Possui 16 agências, sendo 14 em solo mato-grossense em duas no território acreano, com planos de expansão para os próximos anos em ambos os estados.

O trabalho da cooperativa começa junto às pessoas, na apresentação do modelo de negócio e consequentemente na captação de novos membros, que vão unir forças e alcançar seu principal propósito, que é o crescimento mútuo (dos associados e da cooperativa), o que refletirá em toda a sociedade, já que o Sicredi tem uma atuação muito forte com a comunidade onde atua e desenvolve projetos sociais que beneficiam a população.

Entre os projetos desenvolvidos pelo Sicredi e que têm envolvimento direto com a comunidade estão o Crescer, o Pertencer, o Programa A União Faz a Vida, as ações do Dia de Cooperar (Dia C), entre outros eventos pontuais promovidos pela cooperativa. Eber Ostemberg, assessor de Desenvolvimento do Cooperativismo da cooperativa Noroeste MT e Acre, afirma que um dos principais objetivos é levar o cooperativismo a mais pessoas, difundir os conceitos e benefícios desse sistema, que funciona com a participação ativa dos associados. “Isso vai ao encontro da nossa missão, que é estar presente na comunidade. Não basta apenas levarmos produtos e serviços financeiros com taxas de juros menores e menos burocracia. Temos que levar também soluções sustentáveis e responsáveis que promovem o desenvolvimento local”.

Ao elencar os programas desenvolvidos pelo Sicredi junto à comunidade, Eber explica que o Crescer, é um programa básico que tem a função de atrair pessoas para o cooperativismo. É desenvolvido por meio de palestras, oficinas e outras atividades no intuito de manter os associados na cooperativa. “A partir do momento que ele entende o papel da cooperativa na comunidade se torna fiel a ela. Temos números que retratam isso, pois grande parte das pessoas que participa dessas atividades torna-se associada”. Ele acrescenta que o programa tem vários formatos, que atende as necessidades em diferentes momentos. São formações de 30 minutos, 4 horas ou mais, destinadas a homens, mulheres, jovens, e diferentes segmentos (pessoa física, jurídica e agro), que se moldam conforme o público que se deseja atender. “Temos uma estatística que mostra que o associado formado utiliza, em média, 58,46% mais produtos do que aquele que não é formado”, diz ao complementar que um dos formatos do programa Crescer também é usado na formação de Coordenadores de Núcleo e Conselheiros da cooperativa. Em Pontes e Lacerda, o Programa Crescer já formou 583 pessoas. Em 2018 foram 123, sendo 36 associados e 87 não associados.

O Programa Pertencer tem a função de melhorar a participação do associado na gestão da cooperativa. Como se trata de um negócio que é administrado por seus próprios sócios, estes devem participar mais ativamente da gestão. Na cooperativa Sicredi Noroeste MT e Acre são cerca de 30 mil associados, cuja diretoria procura ouvir todos os associados e para isso possui vários canais como ouvidoria e caixas de sugestão. “Outra forma de manter esse contato com os associados é na figura do coordenador de núcleo, que é o elo entre os associados e a diretoria. Ele não é remunerado, é um trabalho voluntário, e demonstra o compromisso desse associado com a cooperativa. Ele leva informações da diretoria aos associados e vice-versa”, explica Eber. Para que a participação seja ainda mais incentivada, ele diz que nas assembleias são usados equipamentos para que o voto seja feito por meio eletrônico. “Dessa forma, o associado fica mais à vontade em participar e são coletadas as verdadeiras opiniões deles”.

Outra iniciativa do Sicredi que é desenvolvida pela cooperativa é o Programa A União Faz a Vida (PUFV), principal projeto de responsabilidade social da instituição financeira cooperativa que desenvolve, por meio da educação, os princípios de cooperação e cidadania e contribui para a formação de cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres. Com a metodologia de projetos, os profissionais da educação são capacitados e levam para a sala de aula uma forma complementar de ensinar. Isso porque são desenvolvidas expedições investigativas que instigam os alunos a aprender, tornando o processo de aprendizagem mais envolvente e empolgante. Atualmente, a cooperativa atende 27 escolas na área de atuação, sendo três delas em Pontes e Lacerda. Ao todo, o programa atende 1.010 alunos e 84 educadores.

Além desses três principais programas, a cooperativa promove ações eventuais que incluem educação financeira e projetos sociais. No que se refere à educação financeira, o assessor de Desenvolvimento do Cooperativismo acrescenta que as informações são repassadas ao público em diferentes formatos, o que possibilita chegar a diversos perfis de pessoas, independentemente do sexo, idade, nível escolaridade, profissão, segmento de atuação, etc. “Temos vários formatos de minicursos sobre educação financeira com capacidade para atender desde crianças a partir de quatro anos de idade, até adultos. Além disso, trabalhamos conceitos de sustentabilidade dentro da nossa principal teoria, de ser responsável social, econômico e ambientalmente, para mostrar o quanto cada um pode impactar nisso”, comenta ao citar que esse tipo de ação já foi desenvolvido em universidades, encontros com associados, eventos da comunidade e em empresas. Entre os temas abordados estão poupança, previdência, consórcios e seguros. Já as iniciativas referentes ao Dia C são realizadas uma vez por ano, quando as agências realizam diferentes ações como doação de roupas, de alimentos e de sangue. Trata-se de um trabalho de cunho social para beneficiar a comunidade, desenvolvido por voluntários.

Entre os associados que participaram do Programa Crescer está o pecuarista Erno Pereira da Silva, 58, de Pontes e Lacerda. Natural do Paraná, ele conta que um irmão já trabalhava com o Sicredi há muito tempo naquele estado, mas não tinha curiosidade de conhecer a instituição financeira, fazendo suas movimentações em um banco tradicional. Depois que veio para Mato Grosso decidiu conhecer o Sicredi, se tornou associado e diz que não deixará de ser. “As coisas funcionam no Sicredi, que acredita na gente e nos envolve. Participei do Programa Crescer e conheci muito sobre o cooperativismo, sobre o trabalho da cooperativa e o que faz para ajudar seus associados a crescerem nos negócios”, diz ao comentar que já realizou algumas operações financeiras e que tudo foi resolvido com agilidade. “A análise é rápida e nos orienta para as melhores destinações”.

Contemplada pelo Programa A União Faz a Vida, a Escola Cooperativa Educacional de Pontes e Lacerda (Cepel), percebeu muitas melhorias. A coordenadora Maria dos Santos Lima comenta que a inclusão da instituição de ensino no programa agregou. A escola foi fundada há 13 anos e nos últimos três faz parte do programa, cuja metodologia é aplicada nos processos de aprendizagem dos 346 alunos do ensino infantil e fundamental. “O Programa A União Faz a Vida foi muito bem aceito na cooperativa. Mudou a visão dos professores que através da cooperação e da cidadania ajudou a reforçar os valores e os princípios do programa junto aos alunos. Eles têm um maior interesse em aprender e a participar das aulas. E os pais também são envolvidos e passaram a participar mais da vida escolar dos filhos”.

Nesses três anos de participação no Programa, aproximadamente 15 projetos foram desenvolvidos na escola e mais de 15 estão em andamento. Todos os profissionais da unidade estão envolvidos, totalizando 44 pessoas entre professores e auxiliares. “Estamos muito felizes com a parceria com o Sicredi e esperamos que o programa continue rendendo frutos para o futuro, visto que ele tem capacidade até de mudar o comportamento dos alunos diante de algumas situações”, finaliza.

“Nós somos uma cooperativa de crédito feita de pessoas para pessoas. Tudo que planejamos e executamos é com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos nossos associados e da comunidade onde vivemos. O Programa A União Faz a Vida é um de nossos principais programas sociais e atende um dos princípios do Cooperativismo que é a educação. Nós sabemos que as crianças são o futuro da nossa nação, e é por isso que desenvolvemos essas atividades com elas”, pontua o presidente da cooperativa Noroeste MT e Acre, Eduardo Ferreira, ao acrescentar que entre os planos para o futuro está a expansão do programa a outras escolas e municípios. “Acreditamos no cooperativismo e temos que conscientizar nossas crianças da importância dele para o desenvolvimento das comunidades”.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.  

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

O Sicredi Centro Norte, composto pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem cerca de 392 mil associados, com 166 agências em 138 municípios.

Renan GomidesAssistente de Comunicação e Marketing
Comunicação Institucional
Assessoria de Comunicação e Marketing