Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Pesquisa da Rede Record coloca Gladson Cameli com 49% e Marcus com 34%

O Instituto Real Time Big Data, contratado pela Rede Record/TV Gazeta, divulgou nesta terça-feira, 2, os números referentes a intenção de votos dos acreanos para a disputa do governo do Acre faltando cinco dias para o dia da eleição, no domingo, dia 7. De acordo com a pesquisa estimulada, o candidato progressista Gladson Cameli aparece com 49%, abrindo 15 pontos de vantagem do segundo colocado, o candidato petista, Marcus Alexandre Viana, que registrou 34% das intenções de votos. Na terceira colocação, surge o Coronel Ulysses Araújo (PSL) com 9%. Na quarta posição, aparece Janaina Furtado (Rede) com 1% das intenções de votos. O candidato do Avante, David Hall, não pontuou na pesquisa. Nulos e Brancos registraram 4% e indecisos ficou na casa dos 3%.
Já na amostra de votos válidos, Gladson aparece com 53% e Marcus Viana marca 36%. Ulysses fica com 10% e Janaina registra apenas 1%, o que resultaria no termino das eleições no primeiro turno.
A pesquisa também abordou sobre a espontaneidade do voto. Nesse quesito, Gladson Cameli aparece com 37% e Marcus com 24%. Coronel Ulysses surge com 6%. Nulos ou Brancos registraram 13% e indecisos ficou na casa dos 20%.
A amostragem do Instituto Real Time Big Data traz a tona também os percentuais de rejeição dos candidatos. Marcus Viana lidera o percentual de rejeição com 49%. Já Gladson Cameli aparece em segundo, com 35%. Janaina Furtado e David Hall aparecem empatados com 28% de rejeição cada. Ulysses Araújo marca 26%.
Na simulação de segundo turno entre Gladson Cameli e Marcus Viana, o candidato progressista venceria o pleito com com 54% dos votos contra 37% do petista. Nulos e brancos registraram 6% e 3% ficaram indecisos.
A Pesquisa Real Time Big Data foi realizada no dia 1 de outubro e ouviu 1.200 pessoas. A amostragem tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e tem margem de confiança de 95%. A medição foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número AC –05680/2018 // BR – 05230/2018