Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Candidato da FPA que fazia promessas para preso deverá se explicar ao MP em 10 dias

O candidato derrotado a deputado estadual Valdecir Nicácio, que teve áudios vazados durante a campanha eleitoral, onde ele estaria conversando com um membros de fação e fazendo promessas em troca de votos, terá que se explicar ao Ministério Público Estadual (MPE). A informação é de Ildon Maximiano, promotor de Justiça e membro do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
“O caso chegou ao conhecimento do Ministério Público através de redes sociais e via imprensa e será analisado para a tomada de eventuais medidas. Diante do conteúdo apresentado, oficie-se ao candidato identificado como Valdecir Nicácio “Direitos Humanos” para que, querendo, preste esclarecimentos no prazo de dez dias”, diz trecho de posicionamento do MP.
Nos áudios, Valdeci Nicácio, que é ligado aos movimentos de Direitos Humanos no Acre, fala sobre dinheiro, votos e ironiza ao dizer que o número escolhido por ele [12171], não foi um fato do acaso, possivelmente fazendo referência ao artigo 171 do Código Penal Brasileiro que condena quem obtém para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.
O ex-ouvidor da Secretaria dos Direitos Humanos confirmou que a voz no áudio é dele mesmo, mas que não lembrava para quem havia repassado a mensagem. Ele disse também desconhecer a voz do rapaz que repassa o áudio e afirma que a referência ao número “171” seria uma brincadeira.
Leia a matéria completa e escute o áudio:
Fonteac24horas

Em áudio, candidato derrotado da FPA fez promessa a presos e diz que número “171” não é por acas