Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Vereadores de Tarauacá aprovam prosseguimento de pedido de cassação de Marilete Vitorino

A prefeita que estaria com alta rejeição entre a população de Tarauacá, foi denunciada por um servidor público que protocolou a denúncia de investigação com pedido de cassação, junto a Câmara de Vereadores. Na época, os vereadores estipularam um prazo de 48 horas para formação de comissão para analisar a denúncia. Marilete teve 10 dias para se manifestar apresentar sua defesa.
O prosseguimento da denúncia foi aprovado pelos vereadores Ezi Aragão, Raquel de Sousa, Antônio Araújo (PT), Lauro Benigno, Cacique Nasso, Carlos Tadeu (PCdoB), Neirimar Lima (PDT) e Radamés Leite (PSB). A matéria obteve apenas dois votos contrários ao pedido de abertura de investigação que foram dos vereadores Diógenes Fernandes (PSD) e Valdor do Ó (PMDB).
Segundo informações da assessoria da Câmara de Vereadores, a vereadora Janaína Furtado (REDE) não compareceu a sessão porque estaria cumprindo agenda de sua campanha ao governo do Acre, em Rio Branco. A assessoria destaca ainda que o próximo passo será a realização de audiências para ouvir as testemunhas citadas na denúncia e a prefeita Marilete Vitorino.
A votação da denúncia de supostos crimes de improbidade administrativa foi acompanhada por populares a favor e contra o afastamento de Marilete. Após as oitivas e análise de provas, a comissão formada pela Câmara de Vereadores apresentará um parecer que será votado no plenária da Casa. Caso seja aprovado, a prefeita Marilete Vitorino poderá ser afastada do cargo.