Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Diretor do ISE é preso pela PF acusado de comprar de votos com recursos desviados de horas extras



A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira (27) dois mandados de busca e um mandado de prisão preventiva referente a denúncia de desvios de recursos públicos para fins eleitorais. Vanilson Barbosa, diretor do Centro Socioeducativo de Cruzeiro do Sul, é acusado de realizar compra de votos para Rafael Almeida, ex-diretor presidente do Instituto Socioeducativo do Estado do Acre (ISE/AC), que é candidato a deputado estadual pela Frente Popular.
Segundo nota divulgada pela Polícia Federal, a investigação teria como foco principal a possível ocorrência do delito previsto nos art. 299 do Código Eleitoral e art. 312 do Código Penal, tendo em vista que, conforme conversa gravada nas dependências do Instituto Socioeducativo – ISE, em Cruzeiro do Sul/AC, estaria ocorrendo possível captação ilícita de votos para candidato Rafael Almeida (PDT) que se afastou da direção geral do ISE e tenta ser deputado estadual.
“Verificou-se que o diretor local estaria coagindo os servidores do referido Instituto a colaborarem com a campanha eleitoral. O mecanismo adotado se materializava no acréscimo de horas extras nos pagamentos daqueles que fizessem a doação. O acréscimo de horas extras foi a forma encontrada para a devolução dos valores doados para a campanha. O diretor do ISE em Cruzeiro do Sul/AC foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal em Cruzeiro do Sul/AC, para prestar esclarecimento e depois encaminhado ao Presídio Manoel Nery, onde ficará à disposição da Justiça”, informa a nota da P