Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Agente penitenciário é acusado de estuprar detenta no presídio de Rio Branco

O diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária, Aberson Carvalho, informou na tarde desta segunda-feira, 10, que o órgão abriu processo de sindicância para apurar denúncia sobre um possível caso de estupro cometido por um agente penitenciário provisório contra uma reeducanda.
O caso foi parar na Delegacia da Mulher em Rio Branco e está sob investigação. O suposto estupro teria ocorrido na quarta-feira, dia 05, semana passada, no interior do presídio e só veio à tona depois que a detenta teria tentado cometer suicídio na cela em que ela cumpre pena.
“Houve o relato da reeducanda e o que vai dizer se houve ou não o caso são os exames que compõem a investigação criminal”, disse Aberson Carvalho.
O diretor do Iapen acrescentou ainda que já que o caso está em fase investigativa não é possível antecipar nenhum juízo e tampouco informar detalhes.
O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Lucas Bolzoni, informou que a entidade está apurando o fato. Para Bolzoni, atos dessa natureza, uma vez confirmados, devem ser severamente punidos.
Lucas Bolzoni antecipa que o agente acusado trabalha na instituição em caráter provisório. Ele aproveita para criticar as falhas do governo no processo seletivo de escolha dos agentes.
“Só adianto que esse servidor é provisório. E que entrou recentemente através de um processo seletivo apressado e cheio de atrapalhos. Reflexo da falta de compromisso com a segurança pública que vive de remendos e que acaba dando grandes responsabilidades a servidores sem concurso, sem capacitação, sem a devida investigação social e sem exames que comprovem a capacidade física e técnica para a profissão”, conclui.
Por ac24horas