Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Quatro pessoas são executadas em seis horas na cidade de Rio Branco

A polícia registrou quatro assassinatos com características de execução no espaço de seis horas nesta quarta-feira (1o) na cidade de Rio Branco. As vítimas são jovens de 18 a 28 anos, todos mortos a tiros em diferentes bairros da Capital. Durante a ação dos criminosos outras cinco pessoas ficaram feridas. Em todos os casos, foram apontados dois homens em uma moto como os responsáveis pelos crimes que quebraram o aparente clima de tranquilidade dos últimos dias.
O primeiro assassinato foi a de Paulo Ricardo Negreiros de Araújo, de 28 anos, ocorrida enquanto ele conduzia um veículo na companhia de um menor. A vítima foi alvejada com vários disparos quando estava parado esperando veículos passarem na rotatória do Horto Florestal, no bairro Vila Ivonete. Ele morreu no veículo e um menor que estava em sua companhia foi encaminhado ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco. O criminoso usava uma motocicleta.
A segunda execução aconteceu no final da tarde, no bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito, próximo a Quarta Ponte. A vítima foi Mateus Pereira Marcolino, de 18 anos, baleado com dois tiros enquanto conversava com amigos em frente a uma residência. De acordo com testemunhas do crime, os responsáveis pela morte chegaram em uma motocicleta, efetuaram os disparos e fugiram do local sem que fossem identificados pelos policiais que atenderam a ocorrência.
A terceira morte registrada na Capital aconteceu no bairro Aviário, no início da noite de quarta-feira. A vítima de nome não divulgado também foi alvo de tiros e morreu em via pública nas proximidades do Campo do Vasco. Nesta ocasião, os criminosos que também estavam em uma motocicleta, antes de fugir teriam gritado o nome de uma das facções que travam uma violenta guerra por território nos últimos meses em todas as cidades do Estado.
Por volta das 20h, uma casa localizada na Rua Manaquiri, no Conjunto Rui Lino, foi invadida por homens armados. Rafael Pereira de Souza, de 23 anos foi assassinado e o irmão Raelson Ferreira, de 22 anos foi baleado e encaminhado ao Pronto Socorro. Os criminosos fugiram pela porta da frente, usando uma motocicleta. A polícia segue em busca de pistas. Os fatos devem ser investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP)