Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

MPE pede à PF investigação sobre suposta manipulação de números na pesquisa da Vox Populi

O Ministério Público Eleitoral do Acre encaminhou à Polícia Federal um pedido de abertura de inquérito para apurar suposta manipulação de números na pesquisa eleitoral realiza pela Vox Populi e divulgada em um jornal local.
A denuncia teve como base sete áudios enviados ao MPE, relatando a possível fraude nos questionários do levantamento que pode ter sido realizado apenas em Rio Branco e divulgado como se fosse em vários municípios do Estado.
Os áudios foram anexados no pedido de abertura de investigação e encaminhados à Polícia Federal. Nas gravações, pessoas que trabalham realizando pesquisas relatam como teria ocorrido a suposta fraude dos números.
Segundo o MPE, a fraude estaria caracterizada quando o esquema é relatado nas troca de gravações e deixa evidente que os questionários não foram preenchidos nos municípios relatados pela Vox Populi no momento do registro da pesquisa.
Os responsáveis pela pesquisa teriam realizado o levantamento sem sair de Rio Branco. O MPE pede ainda que seja investigado o envolvimento da Companhia de Selva, empresa que cuida da mídia das administrações petista do Acre.
No total, o MPE recebeu sete áudios que revelariam, em tese, a manipulação dos números pelos responsáveis pela Vox Populi no Estado. A pesquisa teria custado a quantia de R$ 93 mil e foi encomendada por um empresa e divulgada por outra.
Segundo a Lei Eleitoral, os responsáveis pela pesquisa podem ser enquadrados por divulgação de pesquisa fraudulenta que constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor entre R$ 50 mil a r$ 100 mil.
O MPE requisitou a instauração de Inquérito Policial para investigação da pesquisa e de todos os atores envolvidos na realização do levantamento que deveria ter sido realizado em todo o Acre e dos responsáveis pela divulgação.
Ouça os audios:
Por ac24horas
Tocador de áudio
00:00
00:00
Use