Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Após diálogo com a PRF e a presença do Exército, caminhoneiros liberam BR-364

A BR-364, que havia sido fechada na altura do KM-04, no sentido Rio Branco/Porto Velho, na tarde desta segunda-feira, 28, por caminhoneiros acampados na margem da rodovia, foi liberada para tráfego de veículos logo após a presença do Exército no local e a intervenção de agentes da Polícia Rodoviária Federal.
Os manifestantes ficaram revoltados no momento em que agentes da PRF passavam escoltando cerca de 20 caminhões carregados com gás e combustíveis e resolveram fechar a rodovia. Eles tocaram fogo em pneus no meio da estrada e chegaram a impedir a passagem dos veículos.
O ambiente ficou tenso e o inspetor da Polícia Rodoviária, Cézar Henrique, enquanto dialogava com os manifestantes, chegou a informar que a polícia iria usar a força, caso fosse necessário, para impedir a continuidade do bloqueio da rodovia. Acionados, homens Exército chegaram a comparecer ao local da manifestação. Convencidos, os caminhoneiros liberaram a BR.
Um vídeo gravado no local mostra parte do diálogo do inspetor da PRF no Acre com os manifestantes.
“Por favor, deixa que nós façamos o nosso trabalho. Fiquem como vocês estavam, aí na margem da estrada. Quem ficar aqui vai sofrer as consequências. Eu represento o Estado”, diz ele, que é indagado pelos caminhoneiros.

A manifestação continua. Os caminhoneiros com seus veículos permanecem, como desde a noite da quarta-feira passada, estacionados na margem da rodovia.
Uma decisão de um juiz federal do Acre proíbe bloqueio total de rodovias federais no estado e sugere apenas manifestações pacíficas por parte dos caminhoneiros.