Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

A oito meses do fim do governo, Sebastião Viana não construiu ponte ligando Cruzeiro a Rodrigues Alves prometida durante as eleições

O governo de Sebastião Viana vai acabar em 31 de dezembro sem cumprir inúmeras promessas eleitorais, entre elas a da construção de uma ponte no rio Juruá a partir da Estrada da Variante, em Cruzeiro do Sul, e Rodrigues Alves. O argumento do governo do Estado é de que o peemedebista Michel Temer cortou os recursos que seriam destinados à construção.
O Dnit, que assumiu a responsabilidade pelas vias federais no Acre, no entanto, afirma a viabilidade para a ponte e que existe um projeto em curso para a construção do acesso .
“Vamos licitar esse ano e iniciar ano que vem”, garante Thiago Caetano, superintendente do Dnit no Acre. “Deve custar de R$ 70 milhões a R$ 80 milhões. Ela precisa integrar as obras do PAC. Os recursos iniciais serão de bancada”, diz.


Os moradores de Rodrigues Alves e da Estrada da Variante, acesso entre a BR-364 e a cidade de Cruzeiro do Sul, acham quem foram enganados pelo governo do Acre. O não cumprimento da promessa já foi motivo de protestos entre os moradores. Eles chegaram a impedir o transporte de balsas durante três dias em manifestação.

Até mesmo os balseiros, a favor da ponte, que ganham dinheiro fazendo a travessia de veículos e pessoas, são a favor do acesso. “Todo mundo ganharia, né”, diz Manuel de Souza Araújo, que garante o sustento da família com R$ 100 diários trabalhando em sua balsinha de madeira.
Uma outra balsa maior, de um empresário de Cruzeiro do Sul, alugada pelo governo, transporta veículos de uma margem a outra, de graça.
Por