Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Governo do Acre ultrapassou limite prudencial com pagamento de pessoal, alerta deputado

Por
O governo do Acre ultrapassou o limite prudencial de gastos com pessoal, que é de 46,55% e chegou a 53,86%. A informação é do deputado Gerlen Diniz (Progressistas), que apresentou um relatório sobre os gastos da administração do governador Sebastião Viana, do PT, com pagamento de servidores do quadro efetivo e cargos comissionados, na manhã desta terça-feira (3), na Aleac.
Segundo o parlamentar, o governo estaria enfrentando dificuldades em diversas áreas porque exagerou no número de nomeações de cargos comissionados, deixando algumas categorias de servidores “carreiras paradas porque não recebem progressão. Os comissionados são prioridade, não pode mexer, como diz o vereador aloprado do PT, são eleitores com chip”, destaca Diniz.
O oposicionista destaca ainda, que o limite máximo de gasto com o pagamento de servidores deveria ser de 49%. “Não tem como culpar o governo anterior porque também era Tião Viana. Não tem como culpar ninguém, já que o PT está no poder há 20 anos. Como sempre, eles vão tentar culpar a oposição, mas vai ser uma tarefa difícil fazer o povo acreditar que o Temer é o culpado”, enfatiza Gerlen.
Segundo ele, a única saída de Sebastião Viana seria demitir em pleno ano eleitoral para tentar equilibrar as contas de sua administração. Para Gerlen, o governo não vai demitir porque espera que os servidores que ocupam cargos comissionado vão às ruas para pedir votos para o Partido dos Trabalhadores se manter à frente do governo do Acre por mais quatro anos.