Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Governo inicia colheita de café da safra 2018 com atividade em Acrelândia

 Por Nayanne Santana 
Acrelândia tem se tornado referência no plantio de café clonal no Acre e nesta quinta-feira, 22, em parceria com produtores rurais, o governo do Estado dará início ao período de colheita do grão promovendo uma atividade no município que contará com apoio da Secretaria de Agropecuária do Estado (Seap), na propriedade do agricultor Vanderlei de Lara, no ramal Granada.
O agricultor Vanderlei de Lara estima colher 100 sacas de café por hectare. Sua propriedade tem 14 hectares de área plantada, sendo que parte ainda está na fase de lavoura.
A engenheira agrônoma da Seap, Michelma Lima, explica que além do suporte de assistência técnica, os produtores de Acrelândia também contam com aporte do governo com um secador de grãos e caminhão com descascador.
“Além do mais, no período de colheita há fomento na geração de empregos temporários. Ano passado, esse produtor contratou 30 pessoas para atuar na colheita e esse ano, 20 pessoas já foram contratadas”, destacou a engenheira.
Michelma Lima revela que Vanderlei de Lara tem experiência no plantio com café clonal e toda a área de plantio é irrigada. “A expectativa dele de colheita é muito boa porque ele tem clones altamente produtivos”, afirma a engenheira.

Fortalecendo a cafeicultura

Desde 2012 o governo do Acre desenvolve o Programa Estadual de Fortalecimento da Cafeicultura.
Cerca de 60% da produção de café do Acre encontra-se em Acrelândia, mas a cultura está presente em outros 15 municípios.

“Manoel Urbano também é caso de sucesso, pois já produz uma média de 80 toneladas de café. Todo esse grão é vendido para as indústrias de torrefação de Cruzeiro do Sul. A meta é ampliar as 33 mil para 100 mil sacas de café por safra, para que possamos alcançar a autossuficiência”, observou José Carlos Reis, secretário de Estado de Agropecuária.
Entre 2013 e 2015, a Seap somou recursos de mais de R$ 2,8 milhões de investimentos nesse setor, incluindo recursos do banco alemão KfW.
Foto de ilustração