Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Operação desarticula organização e dá golpe de R$ 2 milhões no tráfico de drogas

Em uma operação denominada “Repatriar”, a Polícia Civil desde as 5h da manhã desta terça-feira (06), vem cumprindo mandados judiciais no Acre, Amazonas e Mato Grosso com o objetivo de desarticular uma verdadeira organização criminosa especializada no crime de tráfico de drogas, atuante nesses três estados.
O resultado da operação foi apresentado no auditório da Secretaria de Polícia Civil com a presença do Secretário de Polícia Civil Carlos Flávio Portela, do secretário de Segurança, Emylson Farias, e dos delegados Alcino Junior e Pedro Resende,  responsáveis pela investigação que durou aproximadamente um ano.
Ao todo foram cumpridos durante as investigações 50 mandados de prisões , 81kg de entorpecente apreendidos, 48 veículos sequestrados, 43 contas bancárias bloqueadas, cinco armas de fogo apreendidas além de outros bens materiais de origem duvidosa. Juntando os valores, o prejuízo estimado a organização gira em  torno de mais de dois milhões fora o que ainda não foi contabilizado com o bloqueio das contas bancárias.
De acordo com o delegado Pedro Resende, a investigação identificou a presença de    empresários e o uso de duas empresas que eram usadas para fazerem a lavagem de dinheiro resultante do tráfico.
Só no Acre, nesta segunda-feira, dando continuidade à operação, foram cumpridos 41 mandados de prisão, bloqueio de bens e 8kg de produto entorpecente apreendidos.
“A Investigação começou no início de 2017 e em uma ação brilhante da Polícia Civil já prendemos 41 pessoas só no dia de hoje, arrecadamos mais  de 40 veículos, dinheiro e 8kg de droga só no Acre. Nos contatamos durante a investigação que duas empresas eram usadas como fachada para fazerem a lavagem de dinheiro. A droga vinha do Peru e da Bolívia, entrava no solo brasileiro através do Acre e aqui era distribuído tanto pro Amazonas como pro Mato Grosso. Lá as polícias também em conjunto com a polícia do Acre conseguiram realizar uma grande apreensão em 2017 e hoje estão sendo presas pessoas no Amazonas e no Mato Grosso”, disse o delegado Pedro Resende.
O Delegado Alcino Junior disse durante a apresentação que pelo menos seis municípios do estado do Acre participavam do esquema, outros dois eram no Mato Grosso e um no Amazonas. “Só numa chegada no município de Sorriso lá no Mato Grosso foram apreendidos 66 kg de oxidado de cocaína, só aí demos um golpe de 1 milhão de reais que estavam sendo trazidos em um fundo falso de uma caminhonete que passou pelo território Acreano”, informou Alcino.
Todos os presos estão com um mandado de prisão preventiva e deverão ser encaminhados ao presídio nas próximas horas. A operação continua e outras prisões ainda devem acontecer no estado e nos demais envolvidos.