Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Inmetro destrói quase 3 mil objetos que eram vendidos ilegalmente no Acre

Por G1-AC
Brinquedos, materiais elétricos, extintores e amortecedores estavam entre os 2.868 itens que foram destruídos nesta quarta-feira (31) pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) no Acre. Os objetos não tinham certificação do órgão e eram comercializados ilegalmente.
Ao G1, o órgão informou que os itens foram apreendidos durante ações realizadas pelo Inmetro durante os anos de 2016 e 2017 em Rio Branco e também em municípios do interior do Acre.
“Esse material não tinha certificação adequada, sem os padrões do Inmetro e podiam oferecer riscos para a população, principalmente para as crianças”, afirma Denis Chaves, fiscal de qualidade do Inmetro.
Amortecedores, capacetes e brinquedos estavam entre os itens destruídos pelo órgão (Foto: Divulgação/Inmetro)Amortecedores, capacetes e brinquedos estavam entre os itens destruídos pelo órgão (Foto: Divulgação/Inmetro)
Amortecedores, capacetes e brinquedos estavam entre os itens destruídos pelo órgão (Foto: Divulgação/Inmetro)
O fiscal destaca ainda que as pessoas podem denunciar os locais onde há materiais vendidos sem autorização do órgão. Ele faz um alerta para que os consumidores tomem cuidado durante a compra para não terem problemas com os produtos e descobrir que, na verdade, eles não têm certificação.
“Se a pessoa denunciar, vamos observar a situação, saber se é realmente ilegal e, se for, o material é apreendido. Peço mais uma vez que as pessoas tenham atenção, que procurem o selo do Inmetro, isso é muito importante para a segurança da pessoa e da família dela”, finaliza.
Material ilegal foi apreendido nos anos de 2016 e 2017 e não tinham certificação  (Foto: Divulgação/Inmetro)Material ilegal foi apreendido nos anos de 2016 e 2017 e não tinham certificação  (Foto: Divulgação/Inmetro)