Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Dupla invade casa, mata amigos e fere outra pessoa em ramal no interior do Acre

Dois homens foram assassinados e uma terceira pessoa ferida nas costas na noite de sábado (24), em Capixaba, interior do Acre.
As vítimas mortas foram identificadas como Edson da Silva Moura, de 17 anos, e Raife da Silva Tavares, de 39 anos. Segundo a polícia, duas pessoas encapuzadas invadiram a casa e mataram as vítimas, identificadas como amigos.
Ainda segundo a polícia, a residência onde ocorreu o crime fica em um varadouro do Ramal da Associação, km 100, zona rural da cidade, sem acesso a veículos. Os corpos foram trazidos para o Instituto Médico Legal de Rio Branco (IML) e liberados aos familiares.
O delegado responsável pelas investigações, Marcos Cabral, falou ao G1neste domingo (25) que os suspeitos chegaram atirando nas vítimas. Após os disparos, uma das vítimas conseguiu correr e foi encontrada morta próxima da casa.
Local onde ocorreu crime é de difícil acesso e não entra veículos, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Acre)Local onde ocorreu crime é de difícil acesso e não entra veículos, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Acre)
Local onde ocorreu crime é de difícil acesso e não entra veículos, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Acre)
“Até o momento não identificamos se são parentes. Estavam em casa quando chegaram duas pessoas encapuzadas e atiraram em uma das pessoas, que seria o alvo. As primeiras informações apontam que a outra pessoa não seria alvo, mas estava no local”, acrescentou.
Cabral falou que os corpos foram retirados do ramal em redes, por ser de difícil acesso. Ele revelou que nada foi levado da família e que o crime tem indícios de execução. Os criminosos seguem foragidos.
"A filha da vítima foi mantida refém boa parte da noite. Não é possível dizer quem era o alvo, sei que um deles era o dono da casa. Supomos que apenas um era o alvo. Tem características de execução, mas pode ter ligação com facções criminosas. É uma suspeita, estamos no início das investigações e não podemos passar mais detalhes", diz.