Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Ao lançar Marcus Viana, PT interrompe ciclo na prefeitura e arrisca uma hegemonia de 20 anos no comando do Palácio Rio Branco

Marcus Viana deixa o cargo de prefeito de Rio Branco até o dia 07 de abril deste ano para ser candidato ao governo do Acre pelo PT. Sua vice Socorro Neri (PSB) é quem assume a prefeitura da capital definitivamente.
A aposta do PT não deixa de ser corajosa. É quase um flerte com o suicídio de um projeto político exitoso. Uma derrota de Marcus Viana nas eleições de outubro de 2018 põe fim a uma hegemonia de 20 anos do Partido dos Trabalhadores no comando do Palácio Rio Branco, e na prefeitura da capital, sem as chaves do cofre do governo do Acre, o partido, embora com a maioria dos secretários e cargos mais importantes, não teria a força que tem atualmente, enfrentaria enorme dificuldade para se recompor e dar as cartas dentro da Frente Popular do Acre.
O prefeito Marcus Viana, entretanto, acredita em lealdade dos aliados e uma espécie de aliança inquebrável. “A nossa vice-prefeita tem dado total demonstração de lealdade. Acho que uma frente de partidos é isso, é confiar nos partidos aliados.”
Por outro lado, ao comentar pleito eleitoral, Marcus tem consciência de que não terá vida fácil e que a aposta do PT é arriscada.
“Eu acho que na política a gente tem que estar preparado pra ganhar e pra perder. Seria muita arrogância você sair pra um processo achando que o teu único caminho é a vitória. Você tem que estar preparado para ganhar e para perder. O poder está não mão do povo, e é o povo que vai decidir. Cada um faz a sua parte, e eu vou fazer a minha parte. Apresentar um plano de governo, conversar com as pessoas, andar, ter humildade, mas a decisão é do povo. A vitória e a derrota são elementos da democracia. A gente tem que estar preparado pra tudo. Se não vencer, segue a vida. Vamos trabalhar, tentar entender nossos erros. Se ganhar, nós temos que trabalhar mais pra honrar a confiança que o povo depositou e cumprir compromissos.” Por