Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Educação realiza Exposição de Artes em Acrelândia

A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), por meio do núcleo de Acrelândia e em parceria com artistas locais, realizou nesta quinta-feira, 30 de novembro, no Centro de Educação Profissional (Cedup), a I Exposição “Lápis e Tela”, iniciativa que reuniu aproximadamente 35 trabalhos de artes plásticas.
Durante todo o dia, alunos das escolas estaduais Marcílio Pontes e Pedro de Castro, e das municipais Novo Horizonte e Rita Bocalom tiveram a oportunidade de ver de perto trabalhos do pintor Adenilson Martins Gomes, mais conhecido na cidade como Xaolin Brown, de Neide Mara Lima, Inês de Lazoana, e da estudante Layanne Gonçalves.
A maioria das obras  é do artista Xaolin Brown. Outros trabalhos foram desenvolvidos pela professora Neide Lima, que é coordenadora de ensino da escola Santa Lúcia III, em parceria com seus alunos.
Mais de 500 alunos visitaram a exposição. E com o interesse e a procura da comunidade, a “expectativa é que para o ano que vem a gente consiga fazer um evento ainda maior”, adiantou a professora Silwany Alves Faino.

Talento desde a infância

Xaolin Brown desenha desde os sete anos de idade e teve a oportunidade de participar da sua primeira exposição (Foto: Eduardo Gomes)
Adenilson Martins, o Xaolin, nunca havia participado de uma exposição de arte. Mas engana-se quem pensa que ele não tem experiência com as tintas e os pincéis. Ele começou a fazer os primeiros desenhos ainda com sete anos de idade. Hoje, com 27 anos, trabalha numa oficina de moto para sobreviver.
Mas nem tudo são espinhos: mesmo antes da exposição, Xaolin já havia vendido alguns trabalhos. “Ainda não é o suficiente para se manter, mas já ajuda na complementação da renda”, diz.
Ele conta que sempre gostou de pintar e que a inspiração vem das pessoas que desenha. Seu sonho é viver da arte, mas ele diz que ainda não é possível, pois o material que utiliza é muito caro e, por enquanto, não há como bancá-lo. A alegria do jovem artista é saber que seu trabalho já inspirou outras crianças em Acrelândia.

“Pinto porque gosto”

Neide Mara desenha por hobby e nunca pensou em vender seus quadros (Foto: Eduardo Gomes)
A ideia de realizar uma exposição artística logo chamou a atenção da professora Neide Mara Lima. Desde 2011, ela realiza trabalhos apenas como hobby e chegou até mesmo a fazer um curso básico de pintura. A maioria dos seus quadros, pintados em tela com tinta a óleo, retrata a natureza. “Pinto porque gosto, para me distrair, nunca pensei em vender os meus quadros, faço apenas por vontade de pintar”, faz questão de dizer.
Mas a sua arte começa a fazer diferença  na escola em que é coordenadora. A partir de uma oficina dada para alunos do Mais Educação, Neide percebeu que o rendimento deles, bem como o comportamento e o interesse pelos estudos em sala de aula, melhorou bastante. “Já chegamos até a organizar uma exposição, na escola, dos trabalhos feitos pelos alunos. Tinha de tudo um pouco: bonecas em EVA, flores, tecidos e muitos outros materiais que eles puderam apresentar a partir do incentivo dado”, explicou.