Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Afluente do rio Abunã que transbordou no município de Plácido de Castro começa a fazer suas primeiras vítimas

Por
As chuvas intensas na região do rio Abunã, na fronteira entre os municípios de Plácido de Castro, no Brasil e a Vila Evo Morales, antiga Montevidéu, na Bolívia, tem preocupado as autoridades em virtude do igarapé Rapirã ter transbordado e atingido mais de 20 famílias do lado acreano. Até um trecho da estrada AC-475 que liga Plácido de Castro ao município de Acrelândia foi invadido pelas águas.
O igarapé Rapirã, que é um afluente , transborda com a elevação do rio Abunã, e por passar próximo de residências rurais e áreas urbanas do município, acaba atingindo dezenas de famílias na região. Com essa cheia , até mesmo a estrada que liga os municípios acreanos vizinhos foi atingida, causando preocupação às autoridades.
O agricultor Francisco Reis Silva disse que todos os anos o igarapé apresenta uma elevação de seu nível, mas este ano pegou a todos de surpresa invadindo até a estrada. “Quando o Rapirã sobe já temos que ficar atentos, muitos moradores que fazem suas casas próximas acabam sendo atingidos pelas águas. Este ano foi muito rápido, quando acordamos as águas já estavam perto de nossas casas”, relatou.
Uma equipe da prefeitura de Plácido de Castro visita às famílias e áreas atingidas. O prefeito Gedeon Barros (PSDB) também esteve presente na identificação das regiões tomada pelas águas do Rapirã.
A equipe do Exército Brasileiro se fez presente no apoio às famílias atingidas pelas águas da cheia. Barcos e equipamentos estiveram no auxílio das ações efetivas das autoridades locais.
Na região da Bolívia onde nasce e se concentra a grande extensão do rio Abunã as chuvas continuam sendo acima da média, o que deixa os moradores do município de Plácido de Castro apreensivos em ter que vivenciar uma possível enchente.