Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Na Aleac, deputado propõe CPI para investigar investimentos em empresas público-privadas

Por
Uma proposta para investigar os investimentos realizados pelo governo do Acre em empresas público-privadas foi apresentada pelo deputado Luiz Gonzaga (PSDB) na manhã desta terça-feira (10) na Aleac. O que suscitou a proposta do tucano foram as matérias publicadas pelo ac24horas relatando a difícil situação financeira que o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia SA estaria atravessando.
“A Peixes da Amazônia, apresenta como um dos empreendimentos mais modernos e importantes do país, modelo sustentável para o mundo, segundo os advogados, ela está passando dificuldades financeiras. Uma empresa que, em sua inauguração, teve a presença de Lula e Dilma, do presidente da Bolívia, Evo Morales, está praticamente falida e devendo fornecedores”, diz Gonzaga.
Segundo o oposicionista, o governo petista colocava que a Peixes da Amazônia seria a mola propulsora do desenvolvimento do Acre. “Eles diziam que esse estado ia crescer, que a indústria seria alavancada. Foram colocados recursos públicos. E cadê o resultado? O que se vê hoje é uma empresa falida. Essa Casa precisa saber quem são os responsáveis pela falta de sucesso das empresas”.
Luiz Gonzaga destaca que está conversando com sua assessoria de gabinete, a possibilidade de apresentar o requerimento de uma CPI, “para a gente fazer uma investigação dos investimentos realizados com dinheiro público. Quem é responsável pelo fracasso? a sociedade precisa saber. Não pode de forma nenhuma pegar recursos públicos e investir em empresas, elas falirem”.
Ele finaliza destacando que os governos petistas “fizeram empréstimo na ordem de R$ 2,5 bi e o Estado em vez de desenvolver, quebrou. A únicia coisa que cresceu nesse Estado foi a criminalidade. E cadê esses recursos? Ninguém Sabe. R$ 2,5 era suficiente para desenvolver o estado. No entanto, o que a gente vê são investimentos errados. É o povo quem vai pagar”, finaliza Gonzaga.