Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Justiça manda soltar militares de Acrelândia por não existir provas suficientes para que os militares permaneçam presos.

A associação dos militares através da rede social divulgou que nesta quinta-feira, o julgamento do habeas corpus dos 04 policiais militares de Acrelândia os quais são acusados da suposta prática do crime de tortura seguida de morte, o fato teria acontecido no dia 30 de junho de 2017.

O habeas corpus julgado hoje pela câmara criminal concedeu a liberdade por unanimidade entre a corte, revertendo a decisão da juíza de Acrelândia cuja se manifestou pela manutenção da prisão preventiva, o advogado Wellington Silva realizou a sustentação oral perante os desembargadores os quais entenderam ao final que existe dúvida razoável quanto a autoria dos fatos no processo Crime em trâmite na Comarca de Acrelândia.

O comando da polícia ainda não se manifestou se os policias irão continuar atuando na cidade de Acrelândia normalmente ou se serão transferidos para outro batalhão.

Os policias irão responder o processo agora em liberdade e podem exercer suas funções, mas o comando pode optar para que os policias possam exercer suas atividades administrativamente na corporação até o desfecho do processo.

Segundo o desembargador as provas apresentadas no processo é insuficiente para que os militares possam permanecer presos preventivamente

Fonte AME.