Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Quadrilha troca tiros com a polícia e explosivos prontos para uso são apreendidos em casa no Acre

Uma operação do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) terminou com perseguição e prisão de quatro pessoas na manhã desta segunda-feira (4) em Rio Branco.
A ação se deu após a PM perceber uma movimentação de carros e pessoas em uma casa na Rua Joaquim Macedo, no bairro Placas.
Na primeira abordagem, algumas pessoas conseguiram fugir e outras foram presas. Houve troca de tiros e, ao entrar na casa, a polícia encontrou arsenal de armas, coletes, munições e até explosivos com detonadores prontos para uso.
O tenente Josemar Farias, do Bope, contou que o batalhão foi acionado para reforçar a operação. Entre os presos, estão duas mulheres e dois homens. Alguns são de Mato Grosso, segundo a polícia.
Ana Karina Brito dos Santos, de 35 anos; Márcio Aparecido Morais Leite, de 24, que seria do estado de Mato Grosso; Itamara Barbosa Guerra, 24, e Aroldo Dias de Oliveira, de 42 anos, foram presos. Outros dois suspeitos conseguiram fugir.
“Na residência, encontramos farto material de explosivo, arsenal de armas de grosso calibre, que já mostra o índice de periculosidade dessas pessoas que estavam em posse desse armamento e explosivos. A intenção que eles tinham era de crimes de forma mais avançada contra a sociedade e contra o patrimônio seja ele privado ou público, ainda não sabemos especificar”, disse o tenente Farias.
Além disso, os explosivos estavam prontos para uso e câmeras de segurança monitoravam o acesso da polícia. “Os artefatos todos em condição de uso. Já posso falar com conhecimento que todos estavam escovados e com espoletas preparadas para explosão, tudo já pronto para ser usado”, enfatizou.
O delegado Rêmulo Diniz diz ainda que foi encontrado o colete que seria da Polícia Civil de Mato Grosso. Ele disse ainda que é possível que a quadrilha tem participação em explosões de caixas eletrônicos na cidade.
“Com certeza eles têm envolvimento nos furtos de caixas eletrônicos, uma vez que os equipamentos que foram encontrados são próprios pra isso. Eles estavam com detonadores já preparados, cortados por tamanho adequado. Tem pessoas de outros estados, com certeza devem ser o operador”, disse.
Os veículos que estavam em posse da quadrilha estão passando por verificação para saber se são produtos de furto.