Geral

[Geral][bleft]

Promoção

Promoção
,

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Tião Bocalom diz que PT não montou vaca mecânica porque o Acre não produz Soja

O ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom (DEM) usou os grupos de WhatsApp para agradecer o apoio de simpatizantes de sua pré-candidatura ao governo do Acre. Ele destacou ainda que apesar de das críticas a alguns de seus projetos, eles foram copiados e colocados em prática pelas administrações petistas no Acre. Bocalom aproveitou para alfinetar a militância de outros partidos de oposição, que estariam tentando desqualificar sua possível candidatura a governador em 2018.
“Como já fui prefeito por três vezes e Secretário de Estado e nunca me corrompi, portanto, não tenho uma mancha sequer em meu currículo de vida pública, alguns admiradores de outros candidatos de oposição, infelizmente, que não têm o mesmo currículo meu, tentam, como o PT sempre fez, zombar de nossos projetos, mas que hoje os copiam. Só não montaram uma Vaca Mecânica para produzir o Leite de Soja e a carne de Soja, porque, nosso extorquido Acre não produz a matéria prima”.
Mirando os oposicionistas que o criticam, Bocalom diz que, “o adversário é o PT e seus projetos de sugar o Estado, jamais deverá ser os da oposição”, diz o presidente do DEM, ao pedi que seja respeitosa a relação entre os membros de partidos que integram o bloco de oposição. “Vamos nos respeitar, porque o que está acontecendo hoje neste País com o advento da Lava Jato, tem muita água para passar por debaixo desta ponte”, diz Bocalom sem citar nomes de pessoas envolvidas na Lava Jato.
Para Tião Bocalom, “o cenário em setembro de 2018 poderá ser bem diferente do que que apresenta hoje. De uma coisa eu tenho certeza: será eleição da moral e da ética. Um fraterno abraço a todos, até aos que me criticam! Que DEUS nos abençoe e nos dê a sabedoria necessária para nos respeitarmos a cada momento”, finaliza, deixando nas entrelinhas que poderá mesmo ser candidato ao governo do Acre nas eleições do próximo ano, mesmo sem apoio total dos partidos oposicionistas.