Geral

[Geral][bleft]

Promoção

Promoção
,

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Homem que foi preso por furtar uma cabeça de alho morre queimado em delegacia do interior

Weder Batista de Souza, de 31 anos, foi preso na tarde de terça-feira (4), no município de Santa Rosa do Purus, e acabou morrendo após um incêndio na cela da delegacia do município.
Segundo informações da família da vítima, Batista foi flagrado furtando uma cabeça de alho em um comércio local e foi levado para a delegacia para acalmar os ânimos. Contudo, ao amanhecer os policiais teriam encontrado Weber com o corpo em chamas na cela.
Homem teve toda aparte superior do corpo queimada/Foto:ContilNet
“A polícia prendeu ele e o manteve lá, segundo eles para que ele não arrumasse mais confusão, já que estava bêbado. Passadas algumas horas recebo vídeos e fotos de que meu irmão teria tentado se matar queimado dentro da delegacia”, explicou o irmão da vítima, Wiliam Batista.
Apesar da versão contada pela polícia, a família de Weber acredita que ele não se matou e que a morte do irmão pode ter sido criminosa “Agora eu pergunto, como uma pessoa que está presa dentro da delegacia consegue fogo para queimar o colchão e se jogar lá para se queimar? É isso que eu quero saber”, indagou Wiliamn Batista.
Weber Morreu antes de chegar á Rio Branco/Foto:ContilNet
A versão contada pela polícia, segundo relatou a família, é de que Weber havia utilizado um isqueiro para atear fogo no próprio corpo. O homem foi levado até o hospital local, mas por falta de recursos, teve que ser transferido para Rio Branco via TFD, porém, morreu ainda no avião que fazia o transporte.
O corpo de Weber Batista ainda está no Instituto Médico Legal, onde passa por exames e o irmão se dirigiu até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência para que a morte seja investigada já que ocorreu no momento em que Weber estava sob custódia da polícia.
Por Contilnet