Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Se não for preso, Lula vem

Um encontro entre o governador Sebastião Viana [PT-AC] e o ex-presidente Lula, esta semana, em São Paulo, definiu para a próxima sexta-feira, 9, a vinda do líder maior do PT ao Acre. Lula é réu em cinco ações penais. Na última sexta-feira, 2, a Procuradoria Geral da República pediu a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em regime fechado na ação penal do caso triplex. O petista é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção pela força-tarefa da Lava Jato, que atribui ao ex-presidente o papel de “comandante máximo do esquema de corrupção” identificado na operação. Diante deste novo fato a única possibilidade de Lula não vir ao Acre é se for realmente preso.
A ideia de Sebastião Viana é impulsionar uma grande cadeia nacional começando pelo Acre em favor de Lula. Os petistas querem transformar o ex-presidente em vítima. O ex-presidente, que jura não ser dono do tríplex no Guarujá e que nunca mandou fazer nenhuma obra no sítio de Atibaia-SP, embora documentos provem o contrário, terá agenda só na capital do Acre. O ato público acontecerá às 17h, na praça da Gameleira.
Sob a coordenação da ex-secretária de saúde do Acre, Suely Melo, petistas de todo o Estado estão sendo convocados para o grande encontro vermelho. Militantes receberão transporte gratuito. Vários ônibus foram alugados e serão deslocados a partir desta terça feira para cidades do interior, de onde as caravanas sairão com destino a capital.
A agenda da vinda de lula e a confirmação de sua nova visita ao Acre, por decisão do governador Sebastião Viana só será anunciada um dia antes da visita. Segundo um assessor palaciano, a ideia é evitar possíveis protestos contra o ex-presidente.
Por ac24horas