Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Antes de ser morto, ex-presidiário mandou mensagem à família dizendo que ia ver a filha

O ex-detento Osmir Pereira de Araújo, de 34 anos, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (30) no bairro Wanderley Dantas, em Rio Branco. Uma pessoa da família, que preferiu não se identificar, disse que ele já havia cumprido cinco anos de pena por tráfico de drogas e que já estava no regime aberto.
“Ele chegou a mandar uma mensagem dizendo que ia ver a filha dele, que tem um ano e sete meses. Isso foi por volta das 20h20. Ele estava no Wanderley Dantas, na casa de uma mulher, mas a casa onde ele ia ver a filha é no Recanto dos Butitis. Depois mandou uma mensagem dizendo que o carro estava quebrado e que não ia mais ver a filha”, disse.
O parente informou ainda que minutos depois da mensagem, uma mulher ligou informando à família que Araújo havia sido morto a tiros. O familiar disse ainda que a vítima andava estranha e que a mãe desconficava de que estava acontecendo alguma coisa.
“Ninguém viu nada, ninguém sabe de nada. Chegamos lá e ele já estava morto. Outra coisa que achamos estranho é que ele disse que estava de carro, mas estava de moto. Inclusive ele foi encontrado distante da moto, o que dá a entender que ele ainda tentou correr”, acrescentou.