Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

“Sou ladrão por profissão, mas nas horas vagas sou cabeleireiro”, diz assaltante ao ser preso pela polícia

O funcionário de uma farmácia localizada no bairro Comara, Via Chico Mendes, arriscou a vida na noite desta segunda-feira (8) para tentar impedir um assalto.
O funcionário foi levado para o Pronto Socorro, mas não corre risco de morte/Foto: ContilNet
Era por volta das 20 horas quando Gilson Nunes da Silva, de 25 anos, estava varrendo a calçada da farmácia onde trabalha quando foi surpreendido por Walter Lima da Silva, de 27 anos, que estava armado com um revólver calibre 38 e teria exigido que ele fosse até o interior do estabelecimento, onde ele praticaria o assalto.
Gilson então começou uma luta corporal com o bandido, que também é conhecido como “Pente Fino”, e na hora fez um disparo atingido seu ombro direito. Mesmo baleado o funcionário conseguiu segurar o ladrão enquanto aguardava a chegada de outros colegas de trabalho.
Populares que passavam pelo local e assistiram a cena ficaram revoltados e começaram a espancar Walter, que teve sorte em ser socorrido por uma viatura policial.
Polícia apreendeu revólver 38, munição e equipamentos de cortar cabelo/Foto: ContilNet
Na delegacia, o bandido assumiu sua “profissão” de assaltante, e disse que nas horas vagas trabalha como cabeleireiro.
O funcionário da farmácia foi levado para o Hospital de Urgência e Emergência por uma viatura do Samu, e não corre risco de morte. Com ele foram apreendido um revólver calibre 38, duas munições e um equipamento de cortar cabelo.