Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

'Vivo ou morto, quero que apareça', diz mãe de jovem que sumiu no AC

O jovem Adriano Moura de Souza, de 20 anos, continua desaparecido depois que saiu de casa após receber uma ligação de cobrança, na última terça-feira (8), no bairro Vitória em Rio Branco.
A mãe do jovem, a dona de casa Dulcineide Pereira de Souza, de 37, disse que não tem nenhuma pista de Souza e pede ajuda. "Vivo ou morto, quero que meu filho apareça, porque ficar sem saber não dá".
O delegado responsável pelo caso, Pedro Paulo Buzolin, informou que até este domingo (13), a polícia não conseguiu nenhuma informação sobre o paradeiro de Souza. Segundo Buzolin, as investigações estão sendo feitas.
A dona de casa contou que nenhum dos amigos mais próximos do filho têm notícias sobre ele. Dulcineide afirmou que liga a cada uma hora para o celular de Souza, mas está sempre na caixa postal. Segundo a mãe, se o jovem estivesse vivo, já teria dado um jeito de entrar em contato com ela.
"Até agora ninguém tem pista nenhuma dele. Já fui no Hospital de Urgência e Emergência (Huerb) e Instituto Médico Legal (IML), mas não achei nada. Só com a força de Deus mesmo, porque é difícil ficar sem saber de nada, se está vivo ou morto. Eu tinha esperança de encontrá-lo com vida, mas já tem muitos dias e se ele estivesse vivo, acho que já tinha me dado notícia", disse a mãe.
Em matéria do G1 publicada na sexta (11), a tia do jovem, a manicure Dulcinéia Pereira de Souza, de 31 anos, afirmou que ele estava sendo ameaçado e que sofreu uma tentativa de homicídio há dois meses, quando invadiram a casa dele.
Dulcinéia contou que na ligação que recebeu antes de sumir, o jovem teria dito que não tinha o valor de R$ 2 mil para pagar a dívida e que só poderia pagar R$ 500. A tia afirmou que Souza não tem envolvimento com drogas e teve passagem na polícia quando menor de idade. Ela disse ainda que não sabe do que se trata a dívida.