Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

“Crise não passa de show barato para Tião aparecer como herói salvador da situação”, dispara leitor


Confirmado
Prego batido e virado a ponta! Márcia Bittar assumiu o Solidariedade e vem com um grande projeto para fortalecer o partido em todo o Estado do Acre. Ela contou com a habilidade política do marido, o presidente do ITV, Marcio Bittar (PSDB), que tem muito prestígio em Brasília. O partido tem como presidente o deputado federal Paulinho da Força e conta mais de 160 mil filiados em todo o país, mas no Acre estava com o grupo da ex-deputada Antônia Lúcia.
Uma grande mulher
Quem conhece a Márcia sabe que há muito tempo ela vem sendo o braço direito do marido nas campanhas eleitorais e mandatos, quando Bittar chegou a ser o primeiro-secretário da Câmara dos Deputados. A afinidade do casal faz jus ao ditado popular: “Ao lado de um grande homem existe uma grande mulher”.
Trajetória
Carismática, Márcia tem tudo para fortalecer a política feminina em todo o Estado. A igualdade de oportunidades entre homens e mulheres é uma das bandeiras de luta do partido a nível nacional. Márcia deve acompanhar o marido pelo Juruá, onde Bittar começa a visita em todo o Estado na próxima semana.
Antecipada
A vinda do ministro dos Transportes, Maurício Quintella, foi antecipada e confirmada para o dia 17 de novembro. A caravana faz um voo de 4 horas de Brasília até Cruzeiro do Sul, onde será assinada a ordem de serviço da recuperação da BR-364. Quintella dorme na cidade dos Nauas. Esse será o segundo ministro da história a pernoitar em Cruzeiro do Sul.
Estratégia
O porta-voz do Governo de Tião, Leonildo Rosas, afirmou que nenhum Estado brasileiro pode anunciar que tem o 13º garantido, mas que no Acre alguns ajustes estão sendo adotados para garantir o pagamento aos servidores até o fim do ano. O mesmo discurso de sempre. A estratégia também é a mesma, fazer um Carnaval fora de época no pagamento de salários, que é uma garantia constitucional.

Desacreditado
A fase do PT é tão ruim que ninguém acredita no discurso da Frente Popular no Acre. Para muitos, o rombo de R$ 900 milhões anunciados por Sawana foi uma confissão pública de que o modelo de gestão aplicado por aqui é semelhante ao de outros estados falidos, como o Rio de Janeiro. Será esse o modelo demonstrado aos bolivianos que fizeram agenda por aqui essa semana?
Juramento
O Governo jura que a situação do Acre não é tão feia assim, graças aos investimentos no que eles chamam de “nova economia”. A estatal do Palácio Rio Branco divulgou que o Acre é o único Estado da Região Norte e um dos sete do país que alcançou superávit primário nas contas de 2016. Superávit é quando há mais receitas que despesas. Motivo pelo qual o governo mantém o pagamento em dia.
Emprego
O que o pessoal do marketing de Tião Viana esqueceu ou faz questão de não registrar é a questão do desemprego que atinge principalmente jovens com idade ativa, que deveriam estar trabalhando. Quem acessa os dados do governo deve imaginar que vivemos em uma Suíça.
Perna curta
Como mentira tem perna curta, não custa nada informar que, por trás de toda essa mídia com relação ao desenvolvimento de projetos para avicultura, a Acreaves sequer tem o Selo de Inspeção Federal (SIF), nunca exportou uma grama de carne de frango para o Peru.
Recomendação
O presidente Michel Temer postou um vídeo no Twitter ressaltando que parte do dinheiro arrecadado com a regularização de recursos de brasileiros e empresas que estavam no exterior, a chamada repatriação, irá para as prefeituras. Dirigindo-se aos prefeitos, Temer pediu que eles entrem em contato com o Governo Federal para descobrirem o valor que cada prefeitura terá direito até o fim do ano. Recomendou também que os recursos sejam utilizados para pagar o décimo terceiro salário.
Bolsa família
O Estado do Acre está entre as membros da União com mais suspeitas de pagar indevidamente benefícios do Bolsa Família. Há casos de benefícios em nome de pessoas mortas, servidores públicos, empresários e doadores de campanha com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do Bolsa Família.
Lidera o ranking
De acordo com o MPF, Roraima é o Estado com o maior índice de recursos pagos a perfis suspeitos (8,89% do total pago pelo programa). Já o Estado do Pará apresentou o menor percentual de perfis suspeitos com relação ao total de recursos pagos pelo programa (1,62%).
Mais presídios
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta sexta-feira (11) confirmar a decisão em que validou a prisão de condenados pela segunda instância da Justiça. Em votação eletrônica, os ministros entenderam que a decisão deve ser aplicada em todos os casos que estão em andamento no Judiciário. Por enquanto, a OAB Seccional Acre não se manifestou sobre a decisão.
Números reais
Enquanto o governo do Acre arrota equilíbrio na economia, o nível de emprego no setor da construção civil do país recuou em 1,14% no último mês de setembro sobre agosto, o que representou o corte de 30.823 trabalhadores. No acumulado do ano até setembro foram suprimidas 225.069 vagas e, em 12 meses, 460.014. Os dados do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).
Encontro
Está previsto para o dia 21 um encontro dos empresários do setor com a Caixa Econômica Federal em Rio Branco. A ideia é desburocratizar milhões em pagamentos na instituição na tentativa de aquecer o setor no início do próximo ano. Tem muito empreendedor preocupado com as folhas do mês de dezembro.
logo_conta
“Faz de Contas”

O velho e combatente Osmir Lima, ao ver a matéria com o porta-voz do Governo, escreveu o seguinte comentário: “Esse governo é interessante, para não dizer outro nome. Primeiro, nunca houve essas diminuições de cargos comissionados. Nem chegou perto. Segundo, isso me parece um jogo para a plateia. Todo mundo fica ansioso e depois ele aparece como herói salvador da situação crítica do Estado”. Precisa falar mais?
A companhia de Selva, aliás, já andou ensaiando esse discurso ao disparar uma série de inserções falando do desafio do Governo de pagar a folha salarial em dias. Foi mais um daqueles VTs para justificar a gorda verba de mídia “paga” aos veículos de comunicação. Paga entre aspas mesmo, porque nos últimos seis meses, pelo que se comenta, parece que esses patrões não viram a cor do dinheiro.