Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Sinteac acusa fraude na criação do SinproAcre e denunciará caso na polícia e ao MPT

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), professora Rosana Nascimento, denunciou na manhã desta sexta-feira (14) a falsificação de assinaturas na criação do Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado do Acre (SinproAcre). Cerca de vinte professores já estiveram no Sinteac para denunciar a falsificação ou o uso indevido de suas assinaturas.
O Sinteac, enquanto instituição legal, está acionando o Ministério do Trabalho por ter concedido um registro sindical onde já existe outra instituição legalmente constituída para atuar. O caso será levado ao conhecimento do Ministério Público do Trabalho (MPT) e também será registrado em delegacia.
Rosana destacou que a Assembleia de criação do Simproacre, ocorrida no auditório da Escola Dom Bosco, havia apenas cerca de 20 pessoas. Ocorre que a lista apresentada para o registro sindical apareceu com 300 assinaturas.
“Como o processo de registro é público, nós buscamos a lista e descobrimos entre os 300 havia nomes de pessoas que não estavam no local. Além disso, entre as assinaturas não estão as de algumas pessoas que realmente estiveram presentes, comprovando a parte”, disse Rosana.
A presidente do Sinteac destacou que cerca de 20 professores já compareceram ao sindicato para denunciar o uso fraudulento de suas assinaturas e também a falsificação. Por conta disso, o Sinteac tem orientado aos professores para comparecerem na sede para checarem na lista do Ministério do Trabalho.