Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Servidor chama Raimundinho de “mentiroso” e diz que deputado nunca fez nada pela saúde

O servidor da saúde lotado no Hospital Geral de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), Whalace Leite Costa, rebateu, na manhã desta sexta-feira (21), as acusações feitas contra ele pelo deputado estadual Raimundinho da Saúde (PTN), que o chamou de “vagabundo da pior espécie”, entre outras ofensas.
Whalace afirmou que Raimundinho abandonou a classe que o elegeu, os servidores da saúde, e que o parlamentar não apoia greve porque tem acordos com o governo do Acre, tendo inclusive vários cargos comissionados nomeados no Executivo.
“Não tem um adesivo da greve no carro dele e nem ele está aqui porque tem o rabo preso com o governo e todos sabemos que ele indicou várias cargos comissionados nessa gestão. O pior de tudo é ver ele se voltando contra quem o elegeu”, disse.
A respeito dos xingamentos proferidos por Raimundinho da Saúde, Whalace lamenta que um parlamentar pago com dinheiro público use a tribuna do parlamento para caluniar e difamar pessoas.
“Ele como funcionário da saúde desrespeita e ofende aqueles, que como eu, deram um voto de confiança a ele o elegendo deputado”, disse.
O servidor rechaça a acusação feita pelo deputado de que teria pedido favores pessoais a Raimundinho.
“As únicas vezes que tive com ele em uma mesa de negociação foi junto com os outros trabalhadores para tratarmos sobre nosso reajuste”.
Os xingamentos proferidos pelo deputado do PTN ocorreram após ele ser vaiado na abertura da greve da saúde na última terça-feira (18). Impedido de falar em cima do caminhão de som dos grevistas, Raimundinho subiu na tribuna da Assembleia Legislativa do Acre e xingou o servidor Whalace.