Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Produção cresce, e banana do Acre alcança novos mercados

O crescimento da produção de banana em Manoel Urbano, distante cerca de 227 quilômetros de Rio Branco, é um exemplo de sucesso da parceria entre o governo do Acre e os agricultores da região. Desde o ano de 2013, a Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (Seap) promove diversas ações de fortalecimento da cadeia produtiva da banana.
Com a participação de sindicatos e de associações rurais e a cooperação da Embrapa, já foram realizados vários dias de campo com o objetivo de qualificar todo o processo produtivo da fruta.
Uma dessas ações é a distribuição de mudas aos produtores da região. Já foram distribuídas cerca de 180 mil mudas a 80 agricultores, que totalizam uma área de 280 hectares plantados de banana em Manoel Urbano.
‡Bananas acondicionas em caixas no lugar do tradicional transporte em cachos faz que com que a fruta chegue ao mercado consumidor em melhores condições (foto: Leônidas Badaró)
‡Bananas acondicionas em caixas, no lugar do tradicional transporte em cachos, faz que com que a fruta chegue ao mercado consumidor em melhores condições (foto: Leônidas Badaró)
“Além das mudas, nossa parceria com os produtores vai da assistência técnica na hora do plantio até a orientação da melhor forma de acomodar a banana”, destaca José Augusto, gerente da Seap na região.
Uma dessas parcerias é com o agricultor Antônio Lázaro, que plantou 34 mil pés de banana. Além de adotar boas práticas na produção, Lázaro resolveu mudar a forma de transporte da fruta, acomodando as bananas em caixas no lugar do tradicional transporte em cachos.
“Com esse incentivo da parte do governo, a gente mudou o jeito de transportar a banana. Em cacho a fruta fica muito machucada. A gente precisa fazer um trabalho melhorado para garantir que a produção tenha qualidade”, afirma Lázaro.
E é esse cuidado na produção que está fazendo com que a banana cultivada nas terras do agricultor ganhe novos mercados. Nos últimos meses, além de atender o mercado local e exportar a fruta para Rondônia e Amazonas, Lázaro está atendendo também o estado de Mato Grosso. Por mês, Lázaro envia 12 toneladas de banana para Cuiabá.
“A banana tem um mercado muito grande, mas é preciso ter qualidade para que possamos ser competitivos. Adquiri um trator e minha intenção é cada vez mais aumentar a área de produção e chegar em novos mercados”, explica o agricultor.

Governo intensifica combate às pragas da bananeira

Bananas de Manoel Urbano sendo embarcadas nos caminhões que levam as frutas de Manoel Urbano para Amazonas, Rondônia e Mato Grosso (foto: Leônidas Badaró)
Bananas de Manoel Urbano sendo embarcadas nos caminhões que levam as frutas de Manoel Urbano para Amazonas, Rondônia e Mato Grosso (Foto: Leônidas Badaró)
Além das boas práticas de cultivo, o governo tem investido em ações que garantem a sanidade das lavouras e, consequentemente, o aumento da produtividade.
“A gente fica muito feliz quando vê caminhões levando nossa produção para outros estados. Esse nosso trabalho garante bom preço e renda ao produtor. Agora vamos intensificar o combate à sigatoka negra, o manejo na colheita e pós colheita para passarmos de 12 a 14 toneladas de banana por hectare”, diz José Carlos Reis, titular da Seap.