Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Educação de Acrelândia pede Socorro: Alunos terão que limpar escolas e trazer merenda de casa se quiserem terminar ano letivo.

A desculpa dos maus gestores sempre é a crise econômica em um município, quando os gestores não conseguem administrar os recursos de seus municípios como deveriam. Em Acrelândia a tal crise falada vem trazendo transtorno aos moradores principalmente no setor da educação municipal e  esta sendo uma boa desculpa para o gestor essa tal crise.

Ultimamente as noticias vem desagradando os país de alunos e profissionais da área. Com a falta de recurso a gestão alega que não tem como manter o funcionamento das escolas assim como garantir a merenda escolar.

O prefeito da Cidade em exercício Donizete montou uma comissão de crise no município para tentar resolver alguns problemas, um deles esta sendo cogitado o encerramento do ano letivo por falta de pessoal de apoio e transporte escolar, o outro é a falta da merenda escolar.
Esta comissão está se reunindo com os pais de alunos para tentar achar uma solução, uma das alternativa foi pedir que a direção de cada escola se une com os pais com o objetivo de arrecadar alimentos para a merenda escolar e também os próprios professores e pais fazerem a limpeza das escolas.

A noticia vem degradando muita gente que entende a necessidade porem, reclamam da falta de gestão com os recursos destinados para a educação.

Segundo o professor Ricardo em uma entrevista de Rádio o prefeito teria dado duas propostas, uma de encerrar o ano letivo agora e retornar só no ano que vem, e a outra diminuir a carga horária, as duas propostas foram reprovadas, Segundo Ricardo, não tem como diminuir carga horária porque já é definido por lei, e encerrar o ano letivo agora para retornar no outro ano, seria uma forma do prefeito atual empurrar o problema para o próximo gestor.

A conselheira Aparecida do conselho Tutelar afirmou que estão acompanhando o caso de perto, ela afirmou que neste momento estão avaliando se o direito da criança e do adolescente estão sendo descumprido. Segundo a conselheira em uma reunião foi proposto pela gestão para que os pais e os alunos ajudassem na limpeza das escolas, a conselheira informou  se os pais quiseram fazer ai fica seu critério, agora o aluno  deve ir para  a escola estudar, e se isso ocorrer o conselho Tutelar irá acionar o ministério publico contra a direção da escola e contra a gestão que permitir que o aluno venha a fazer um serviço que não é de sua responsabilidade.

Na manha desta quinta-feira nossa reportagem foi até a secretaria de educação para falar com o secretario, porem fomos informados pelos servidores que a secretaria esta sem secretario e ninguém estavam autorizados a responder pela pasta.

Fomos então até o gabinete do prefeito Donizete, ele nos informou que na segunda ou terça-feira ira nos conceder uma entrevista para falar sobre a questão.

Em conversar com o ex-secretario Nilson Mendes ele nos disse que o governo federal repassa para a prefeitura de Acrelândia todo dia sete de cada mês entre 23 á 26 mil reais só para aquisição da merenda escolar, porem a prefeitura tem que entrar com  a contrapartida, o que não vem sendo feito por parte da prefeitura. Segundo Nilson os credores pararam de fornecer a merenda nos últimos dois meses por falta de pagamento já que a prefeitura tem um débito de  quase 50 mil reais.

Uma mãe que não quis se identificar indagou porque só agora o prefeito esta fazendo estás reuniões:"Eu fico indignada porque só agora a prefeitura vem fazer estas reuniões, para pedir que agente limpe a escola e compra merenda que é uma obrigação deles, nos pais e alunos não temos culpa da incompetência dos gestores, eles não souberam administrar os recursos da educação e agora querem que nos pagamos uma coisa que não é nossa, meu filho tem o direito de estudar e ter uma alimentação isso é uma falta de respeito". Finalizou a mesma.

A diretora da escola Novo Horizonte Marlene Brito Postou na sua pagina na internet sua indignação contra a falta de responsabilidade com os recursos do município." A Educação em Acrelândia está passando pela maior crise de todos os tempos. Estou na direção da Escola Novo Horizonte a 8 anos, confesso que durante esse tempo enfrentamos muitos desafios, mas nada que se compara ao que estamos enfrentando hoje, falta de merenda, de combustível, de pessoal de apoio... enfim, a situação é desesperadora. De um lado a falta de planejamento dos recursos da educação, do outro lado o risco da suspensão do ano letivo. E no meio da fogueira aqueles que não tem culpa do acontecido, professores, funcionários, pais, enfim comunidade em geral, doando alimento e trabalho para tentar concluir o ano letivo". Disse.

A atitude de Donizete em propor para encerrar o ano letivo agora e retornar no ano que vem, fica evidente sua incapacidade de administrar e tentar empurra o problema para o próximo gestor  que não tem nada haver com isso, porem terá a incumbência de resolver, a população espera que Caetano, não seja como os outros gestores que tentam colocar a culpa em outro para se livrar do problema  e não resolver.

Temos que lembrá-los que o problema do município é do município e não de uma pessoa, o novo gestor tem que entender que ele casou com o município e herdou os filhos cheio de problemas, na qual  devem ser solucionados para o bem de todos.