Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Delegado da PF do Acre passa integrar equipe da Lava Jato


Formada há mais de dois anos, a equipe da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, já mostrou que consegue desvendar os mais profundos segredos ligados à corrupção com o dinheiro público. Agora, a equipe está maior, e contará com o apoio de um dos delegados federais que atuam no Acre.
Segundo apurou ac24horas, Jacob Guilherme de Melo, atual chefe da Delegacia de Combate à Corrupção no Estado do Acre, foi um dos convidados pela equipe de investigação para colaborar com os trabalhos. Outros dois, cujos nomes ainda estão em absoluto sigilo, também devem integrar o grupo.
Informações extraoficiais dão conta que Jacob foi convidado pelo delegado Maurício Moscardi, que também já atuou no Acre (durante a Operação G7, em 2013) e atualmente é um dos coordenadores da equipe da Polícia Federal, em Curitiba (PR).
Moscardi, em entrevista à imprensa, disse que “ainda há uma demanda represada de fases anteriores da Lava Jato que justificam o aumento do efetivo” e que “muitas mídias arrecadadas possuem um rico material probatório e devem ser analisadas com máxima urgência para que se possa extrair conhecimento de inteligência”, afirmou.
Uma reportagem do jornal Folha de São Paulo, nesta segunda-feira, 3, destacou que há milhares de documentos, e-mails, mensagens de texto de celular e arquivos de computador, o exame de parte do acervo requer conhecimentos técnicos especializados, o que leva as chefias das instituições a buscarem profissionais com perfis específicos para determinadas tarefas.