Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

AC é o único estado sem mortes em ações policiais em 2015, diz estudo

O Acre é o único estado brasileiro que não apresenta mortes decorrentes de intervenção policial em 2015. O dado foi divulgado na sexta-feira (28) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
O levantamento é do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O Fórum deve divulgar um balanço completo com todos os dados no início de novembro.
O estudo aponta que não houve morte durante as intervenções de policiais, durante o expediente ou nas folgas, em 2015, mas contabiliza dois óbitos em 2014. O balanço afirma também não ter ocorrido mortes de policiais em situações de confronto entre 2014 e 2015.
Mortes
Se em 2015 não houve morte de policiais em situação de confronto, conforme o estudo, em 2016 a Polícia Militar do Acre (PM-AC) perdeu o cabo Alexandro Aparecido dos Santos, de 36 anos, durante uma abordagem de rotina a um carro, no bairro Novo Horizonte, em Rio Branco. Kennedy Silva Magalhães, de 23 anos, teria resistido à prisão, tomado a arma de Santos e matado o policial com um tiro.
Pm foi morto durante abordagem policial em Rio Branco  (Foto: Lília Camargo/Arquivo pessoal )Pm foi morto durante abordagem policial em
Rio Branco (Foto: Lília Camargo/Arquivo pessoal )
Diferente da morte do cabo Alexandro Aparecido, o 3º sargento da PM-AC Jean de Oliveira Menezes morreu quando desfrutava da folga dele. Menezes foi morto a tiros durante um assalto à uma casa de carne no Conjunto Esperança, também na capital acreana.
O sargento teria parado para comprar alguns alimentos, quando seguia viagem para uma chacára com a esposa e foi surpreendido por dois jovens armados, que o reconheceram como policial e atiraram. Durante a fuga, os assaltantes trocaram tiros com a polícia e um deles foi morto no conjunto.
Baleados durante assalto
Outros policiais foram baleados no período da folga, segundo a Segurança Pública do Acre. Um sargento do Batalhão de Operações Especiais (Bope) à paisana reagiu uma tentativa de assalto, foi baleado e atirou em um dos primeiros em janeiro deste ano. Na época, testemunhas afirmaram que o sargento estava saindo do banco quando foi abordado por uma dupla. Os suspeitos fugiram de motocicleta. 
Em agosto, um PM foi baleado na região do tórax em uma loja de eletrodomésticos, no bairro Sobral. O policial não teve a identificação revela, mas a Segurança afirmou que ele seria agente no 2º Batalhão da PM-AC. A vítima foi levada para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) e ninguém foi preso.
Em setembro, o sargento Izaac Gonçalves Ferreira, de 41 anos, ficou ferido e um comerciante foi morto durante um assalto, no bairro São Francisco.  Ferreira foi baleado pelo menos duas vezes e levado para sala de cirurgia do Huerb.