Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

MP investiga suspeita de improbidade em Câmara de Acrelândia


Um inquérito civil, aberto pelo Ministério Público do Acre, investiga suspeitas de atos de improbidade administrativa cometidos na Câmara Municipal de Acrelândia, cidade distante 105 km da capital Rio Branco.
Os possíveis crimes teriam sido cometidos no ano de 2011. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta segunda-feira (12).
Ao G1, o presidente atual da Câmara, Nericil de Souza (PT-AC), afirmou que já houve a notificação sobre o inquérito e solicitação de documentos para a investigação. "O MP-AC notificou e temos o dever de passar todos os documentos que existir sobre o assunto", ressaltou. O parlamentar não quis comentar o caso por ter sido em outro mandato.
O documento, assinado pelo promotor Teotônio Rodrigues Soares Júnior, afirma chegou ao conhecimento do MP-AC que, naquele ano, a câmara teria contratado serviços de contabilidade no valor de R$ 18 mil sem a abertura de processo licitatório.
Além disso, a portaria aponta que a Casa pagou R$ 4.950 aos vereadores para que, no mesmo ano, eles participassem de uma sessão extraordinária, o que configura também, segundo o MP-AC, ato de improbidade administrativa.
Caio FulgêncioDo G1 AC