Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Chacina em Acrelândia pode ter sido por vingança; oito pessoas foram ouvidas

A polícia continua em investigação para elucidar a chacina ocorrida no dia 9 de setembro, na cidade de Acrelândia. Pai, filho e madrasta foram brutalmente assassinados em uma chácara no Ramal da Linha Sete, zona rural. Embora a polícia não descarte nenhuma hipótese, a vingança é um dos principais motivos pelo crime.
Elza Helena da Silva, de 50 anos, Wagno de Souza, de 52, e o filho dele, Edenir Sebim, de 25, levaram ao menos 15 tiros. Até o momento, oito pessoas já foram ouvidas.
O delegado Marcos Cabral descobriu que uma das vítimas, Edenir Sebim, estava sendo procurada pela justiça de Rondônia pelo crime de homicídio ocorrido em 2015. Ele e a família estavam refugiados em Acrelândia desde o ano passado.
Entenda o caso
O trio foi assassinado a tiros na noite da última sexta-feira (09) na cidade de Acrelândia. Testemunhas afirmam ter visto três homens encapuzados invadindo a chácara e, com pelo menos duas armas, mataram as vítimas, em seguida, fugiram a pé. Ninguém chegou a ser preso.