Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Produtores afirmam que pegaram “cano” do governo e prometem fechar indústria Acreaves

Produtores que fecharam o Silo Graneleiro do município de Brasileia no dia 06 de abril deste ano, alegando o sumiço de 610 toneladas de milho, afirmaram na manhã de hoje (12) que pegaram um “cano” do governo. Eles ameaçam fechar a Fábrica de Frangos Acreaves a qualquer momento.
“Não tem mais como dá prazo estamos com duas parcelas negociadas vencidas” disse Raildo Lima, um dos líderes da Comissão que fez acordo com a Secretaria de Agricultura do Estado.
O primeiro protesto dos produtores ocorreu no dia 6 de abril, eles fecharam a entrada do Silo Graneleiro no município de Brasileia. O secretário de agricultura, José Reis, conseguiu negociar o pagamento do milho que supostamente sumiu em cinco parcelas de 100 toneladas e uma parcela de 110 toneladas.
“O acordo foi registrado em cartório e o governo pagou somente duas parcelas, hoje venceram duas parcelas dessa negociação e eles estão empurrando com a barriga” acrescentou Lima.
José Fernando, outro produtor que assinou o acordo com a secretaria de estado, afirmou que eles estão sendo cobrados por seus fornecedores e que todos ficaram em uma situação financeira muito complicada.
“Eles mandaram a gente ir na Acreaves, mas o gerente sequer recebeu o documento do Reis, imagine a gente” destacou Fernando.
De acordo com os produtores, hoje as 16 horas terá uma reunião decisiva com a diretoria da Acreaves. “Se eles não tiverem com o dinheiro ou milho nós vamos radicalizar” disse Fernando.
O OUTRO LADO:
Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura e Pecuária informou que o secretário Carlos Reis está cumprindo agenda na zona rural e deverá se pronunciar assim que voltar para a capital.