Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Suposta vítima de estupro coletivo afirma que mentiu porque estava chateada com namorado

Na noite do dia 13 de junho, uma adolescente de 13 anos, acusou o ex-namorado de 18 anos e outros dois jovens de 17, de cometerem estupro coletivo contra sua pessoa.

No entanto, a jovem agora confessou as autoridades que mentiu sobre o acontecido, e diz-se arrependida da atitude.

De acordo com os fatos narrados pela menor à delegada Juliana de Angelis, o suposto crime teria acontecido na residência do ex-namorado. Ela afirmou, que o mesmo teria a chamado para conversar, porém ao chegar ao local foi trancada em um dos quartos da casa, onde os outros dois supostos participantes do estupro, a aguardavam.

Após ouvir o depoimento da jovem, e dos outros envolvidos, decidiu-se pelo pedido de prisão preventiva dos suspeitos.

A família dos jovens acusados, afirmavam desde sua prisão que eles seriam inocentes, e que a suposta vítima estaria mentindo sobre o fato.

“Eu sei que meu filho é inocente e está preso injustamente. Se ele tivesse feito, eu seria a primeira a apoiar que ele pagasse pelo crime, mas eu tenho certeza que não o fez, e a própria menina já confessou que mentiu”, disse a mãe de um dos menores, recolhido em uma unidade socioeducativa.

Quando perguntada sobre a possibilidade de estar sendo coagida a confessar, a menor negou, e disse apenas estar arrependida do que fez em um momento de raiva e conta como de fato tudo aconteceu.

“Eu fui pra casa dele e gente ficou, quando eu quis voltar para casa, pedi para que ele deixasse e ele não quis, por isso eu resolvi mentir. Fiquei chateada, quando cheguei em casa liguei pra polícia. Eles não tem culpa e estou arrependida de tudo que fiz”, relatou a suposta vítima.

De acordo com a família, uma audiência já foi marcada para ouvir a nova versão da adolescente e após isso, será decidido o futuro dos acusados.