Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Oposição entra com mandado de segurança no TJ para instalar CPI da Sehab

O deputado Gerlen Diniz (PP) informou na manhã desta quarta-feira (29), que o bloco de oposição na Aleac decidiu impetrar um mandado de segurança junto ao Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) para garantir a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a venda ilegal de casas na Secretária de Habitação e Interesse Social do governo do Acre.
A decisão acontece após um sessão tensa, com acalorados debates sobre a finalidade do requerimento de autoria de Gerlen Diniz. “Nos reunimos e acreditamos que devemos uma resposta à população. A oposição se reuniu e decidiu por unanimidade que vai impetrar um mandado de segurança no TJ Acre, com objetivo de instalar a CPI da sehab”, informa o deputado progressista.
Segundo Diniz, “se o TJ acatar nosso mandado, a CPI não será da oposição, ela é desta Casa. Alguns dizem que a CPI não dá em nada, mas cabe a nós provar o contrário. Não será um tipo de caça às bruxas, mas uma tentativa de esclarecer os fatos. O governo deverá indicar o presidente e relator, já que tem a maioria na casa, mas nós vamos cobrar uma resposta dos membros da comissão”.
Gerlen Diniz afirma que não houve acordo entre oposição e situação para arquivar o pedido de CPI. “O que foi exposto por membros da Mesa é que o entendimento jurídico desta casa seria levar a proposta ao plenário. Perguntaram se eu levaria a questão ao judiciário. Eu falei que sozinho não iria, mas a decisão seria de todos os deputados de oposição. O que aconteceu”.