Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Justiça mantém prisão preventiva de suspeitos de matar agricultor no AC

A Vara Criminal de Acrelândia manteve a prisão preventiva dos dois suspeitos de matar oagricultor Jodair Nascimento de Almeida, morto a tiros no dia 18 de maio deste ano. O crime ocorreu na Vila Redenção, localizada no município de Acrelândia, distante 105 quilômetros de Rio Branco. De acordo com a justiça, os suspeitos são indiciados por homicídio qualificado. A decisão foi publicada no Diário da Justiça desta sexta-feira (17).
A juíza que proferiu a sentença, Louise Santana, entendeu que "não há motivos para a revogação da segregação provisória dos acusados, uma vez que permanecem presentes os motivos que ensejaram a decretação da medida".
Entenda o caso
Um agricultor de 28 anos foi morto a tiros e facadas na noite do dia 18 de maio de 2016, na Vila Redenção, em Acrelândia. Jodair Nascimento de Almeida vinha sendo ameaçado de morte, segundo informou ao G1 o irmão da vítima na época, o também agricultor Claudeir Nascimento, de 25 anos.

Nascimento contou que o irmão teve um desentendimento com um homem que teria "levado" sua cunhada de 13 anos e estava mantendo-a em cárcere privado para ter relações sexuais com a menina. "Esse homem tinha prendido a menina na casa por quatro dias e ele descobriu onde era. Ao invés de chamar a polícia, ele foi lá e tirou ela. O homem disse que ia atirar nele", diz.
O agricultor foi morto quando estava fechando o portão da casa do sogro para ir embora. O irmão da vítima disse ainda que dois homens estavam escondidos atrás de um poste que fica em frente à casa e quando Almeida estava de costas, eles fizeram os disparos.