Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Germano Marino pede expulsão de Jonas Lima do PT por deputado ser contra movimento LGBT

O presidente da Associação dos Homossexuais do Estado do Acre, Germano Marino, condenou no Facebook as declarações emitidas pelo deputado estadual Jonas Lima (PT) na reportagem veiculada na última terça-feira (31) no site da ContilNet.
Para Germano, as opiniões do parlamentar são de cunho fundamentalista e preconceituoso e não contribuem em nada no combate à homofobia e à extinção da violência, tanto para os homossexuais como para o gênero feminino.
O militante, que também é filiado ao PT, sugeriu que o partido expulse o deputado e que, se não o fizesse, estaria sinalizando que concorda com tais posicionamentos.
“Pelo estatuto do partido, está passando da hora desse companheiro pegar um vasa [sic] ou uma carta de advertência. Ou será que o PT também concorda com essas colocações do Deputado? Será que o PT agora seja machista, racista e homofóbico, tudo por apoio de base eleitoral?”, indagou.
Germano ainda reforça que no momento em que o País se encontra, onde, de acordo com ele, as minorias como “negros, gays e mulheres estão sendo perseguidos por um sistema fascista, fundamentalista e machista e homofóbico”, é de extrema importância que o PT, que agora faz parte da oposição na bancada federal, posicione-se de maneira contrária às declarações do parlamentar, e aproveitar para pedir socorro.
“Acredito que a Direção Estadual tem que se manifestar, ainda mais agora que estamos os excluídos mulheres, negros e homossexuais caçados como bruxas por esse sistema fascista, fundamentalista, machista e homofóbico. Te pedimos socorro PT! Os gays e mulheres estão morrendo com esses tipos de posturas”, encerrou.( THALIS GUTIERRES, DA CONTILNET)