Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Esquema fraudulento na Sehab pode resultar em pedido de cassação do mandato de Tião Viana

Os escândalos de esquemas fraudulentos das casas populares  financiadas pelo Governo Federal, que deveriam ter sido distribuídas entre pessoas de baixa renda, principalmente aquelas que foram atingidas pela enchente, mas que foram vendidas por pessoas que ocupavam cargos de confiança na Secretaria de Habitação e Interesse Social (Sehab) ainda vai render muita dor de cabeça ao governador do estado, Tião Viana (PT). A oposição no Acre e em Brasília começa a se articular para pedir a cassação do mandato de Viana.

O presidente do Instituto Teotônio Vilela, Marcio Bittar (PSDB), candidato derrotado nas eleições de 2014, encaminhou a executiva nacional do PSDB as informações de que o governador Tião Viana (PT) pode ter se utilizado de um esquema ilegal de distribuição de casas populares para se reeleger. Bittar afirma que se comprovadas as denúncias contra Viana, o PSDB irá tomar as medidas legais cabíveis questionando o resultado do pleito.

De acordo Bittar está evidente que houve uso da máquina pública para favorecer a reeleição do governador petista. “Esses escândalos que estão estourando na mídia, comprovam que as denúncias que eu venho fazendo em todas as eleições, desde 2010, não são especulações, são concretas”, diz.

Bittar afirma que tem conhecimento dos métodos petista de ganhar eleição e frisa que tais práticas prejudica toda a população acreana. “Além de tomarem os tetos de quem precisa de uma moradia, eles tomaram a eleição não apenas de mim, mas das pessoas que queriam mudanças.“ Os esquemas de corrupção, as chantagens, as ameaças de demissão, promessas de cargos na máquina pública e outros fatores como esses, foram os verdadeiros ”vencedores” das últimas eleições estaduais”.

GINA MENEZES, DA CONTILNET