Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Caminhonetes da Prefeitura de Rio Branco estão abandonadas e se deterioram sob sol e chuva

Ao menos 15 veículos pertencentes à Prefeitura de Rio Branco estão abandonados num pátio da Secretaria de Administração, no Bairro Aviário, na Capital. Os veículos, em sua maioria caminhonetes, que deveriam ser usadas no combate à Dengue ou transporte de servidores públicos no exercício das funções, estão se deteriorando debaixo de sol e chuva.


Com o déficit de carros oficiais próprios, o Executivo acaba alugando veículos para substituir os que já não são mais usados no cotidiano da gestão. A situação de abandono dos carros oficiais já acontece há pelo menos um ano, e o número só aumenta segundo José Eduardo dos Santos, que mora nas proximidades do pátio. Para ele, a situação é critica e ninguém sabe o que fazer.
“O que a gente tem que fazer, quando vê um carro abandonado, é denunciar para a prefeitura, à polícia. Mas, neste caso aqui, é a prefeitura quem nos prejudica. Quando chove esses carros que tem carroceria ficam com água, e isso ajuda na criação do mosquito da Dengue. O que nós moradores queremos é que pelo menos tirem esses carros daí, porque esse não é o melhor lugar”, reclama.

Nas imagens é possível perceber que os veículos não são tão velhos. Há pelo menos 10 caminhonetes L200, Rager e Hilux. Também existem cinco Kombis que poderiam ser utilizadas no auxilio de serviços oferecidos pela Prefeitura ou órgãos a ela ligados.
Em Nota, a Prefeitura informou que já trabalha para a realização do leilão de veículos oficiais que já não são mais utilizados. “Para a realização do leilão é necessária a aprovação de uma lei municipal, cuja pauta será enviada pelo Executivo Municipal aquela Casa Legislativa nos próximos dias”, explica ao destacar que “os veículos paA previsão é que até o mês de setembro haja o leilão de ao menos 2 mil itens “inservíveis” ao poder público do município, incluindo “mesas, cadeiras, armários, veículos.ssaram avaliação e valoração feita pelo Detran/Acre.”