Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Terceirizados de escola recebem salários atrasados

Um dia depois de ter as atividades paralisadas por protestos, a escola Pedro de Castro Meireles voltou a funcionar normalmente na manhã de hoje (10) no município de Acrelândia, distante 100 km da capital.
O protesto ocorreu ontem (9) pelos funcionários de apoio, vigilantes e merendeiras que estavam há quatro meses sem ver a cor de dinheiro. Nenhum servidor foi trabalhar, obrigando a suspensão das aulas. “Graças a Deus eles receberam e voltaram ao trabalho normalmente”, disse o diretor da escola, professor Figueiredo.
Ainda de acordo a direção da escola, as merendeiras estão com um mês atrasado, mas a empresa responsável ficou de pagar os salários ainda esta semana. A escola Pedro de Castro Meireles é do governo do Estado e abriga alunos 740 alunos do 6º ao 9º ano.