Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Padrasto de 47 anos é decapitado por enteados menores no Acre

Dois irmãos, de 14 e 15 anos, mataram o próprio padrasto decapitado nesta terça-feira (10) no município de Mâncio Lima (AC). Antônio Brito Ferreira, de 47 anos de idade, conhecido por “Nego”, teve a cabeça arrancada do corpo com um golpe de terçado. De acordo com os suspeitos, que já prestaram depoimento na delegacia, o crime foi motivado por legítima defesa. Eles contaram que efetuaram dois golpes de terçado, sendo que o primeiro atingiu o braço, e o segundo o pescoço.


A mãe dos suspeitos, Lurdes Sabino, de 44 anos, contou que as brigas eram constantes dentro do ambiente familiar, mesmo com todos os contratempos entre o padrasto e os filhos, ela revela que o amava.

Lurdes tem sete filhos, que viviam com ela e sofriam constantes agressões do padrasto. Os suspeitos afirmam que além de jogar água quente nas crianças, ele ainda torturava um dos irmãos, que é deficiente físico. Os irmãos contaram para o delegado que a briga começou quando um dos filhos de Lurdes ficou com Antônio em casa sozinho, e a vítima pediu para ele assumir um roubo. Ao negar o pedido ao padrasto, o menor levou uma surra, e logo em seguida o enfrentou.

Segundo o menor, os dois, enteado e padrasto, saíram de dentro da casa. Ele conta que o padrasto estava com uma espingarda, ele com um pedaço de ferro, conseguindo atingir a vítima, que tentou levantar após a agressão, com a espingarda em punho. O outro irmão menor chegou ao local, próximo a um rio, no momento da confusão, e de posse de um terçado desferiu os golpes contra o padrasto.

Em depoimento para o delegado, os menores afirmam que toda a ação foi em legítima defesa, e que nada aconteceria se o padrasto não estivesse tentando matá-los. O delegado Vinicius Almeida, afirma que os menores ficarão a disposição da justiça.


Fonte: Juruá Online