Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

O governo mais uma vez tenta sabortar o direito dos trabalhadores da educação”, diz Rosana

Professores da rede pública estadual e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac) se reuniram durante a manhã desta terça-feira (31) na frente da Assembleia Legislativa do Acre e logo em seguida subiram para o plenário, no intuito de reivindicar os direitos trabalhistas da classe, com o apoio dos deputados.
De acordo com a presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, o direito de receber o salário correspondente às férias e a licença-prêmio foi cancelado, visto que agora os sindicalistas devem escolher um dos dois benefícios. Por lei, é garantindo aos servidores o direito de receber as duas partes.
“O governo mais uma vez tenta sabotar o direito dos trabalhadores em educação do Acre. Ainda não entendi qual o problema que existe em valorizar essa classe, que é fundamental para o crescimento da nação. Agora não podemos mais receber as férias e a licença-prêmio ao mesmo tempo, porque esse benefício foi retirado de nós”, disse a sindicalista.
A reivindicação também abarca o fechamento da progressão e promoção de carreira, que foi um ajuste feito pelo governo. A classe se manifesta também contra a decisão do governo de não pagar a sexta parte.
Rosana disse que as mulheres inseridas na última referência de idade já deveriam ter sido aposentadas, mas os órgãos responsáveis pelo protocolamento são autorizados a não resolverem a situação.
“Estamos lutando pela aposentadoria de quem já trabalhou o que tinha que trabalhar. As pessoas estão passando da data de referência e trabalhando para o governo sem haver uma correção na sua história trabalhista”, afirmou Rosana.
Os sindicalistas subiram ao plenário da Aleac para se reunirem com os parlamentares acreanos e pedirem uma força na aprovação de pautas que beneficiem os trabalhadores.
Os servidores acamparam por cerca de 40 minutos do lado de fora da Casa Legislativa e subiram em seguida para o diálogo com os representantes do estado.