Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

No Acre, jovem de 23 anos é preso por torturar e matar tamanduá em extinção

Rosemir Bezerra de Oliveira, de 23 anos, foi preso pela Polícia Militar (PM) com um grupo de pessoas que fazia arruaça na vizinhança.  Junto com os envolvidos foram apreendidos vários celulares roubados. Nos aparelhos, os policiais acharam vídeos de Rosenir, matando de forma bárbara um tamanduá bandeira, dentre outros animais silvestres. O caso aconteceu em Cruzeiro do Sul.
O tamanduá, mesmo desnorteado, tentou fugir de seu agressor e de cães de caça, mesmo assim foi atingido com vários golpes de terçado. O delegado responsável pelo caso, José Luiz Tonini, explicou que o suspeito foi identificado como sendo o agressor do animal.
“Ao verificar os aparelhos vimos que existiam muitos arquivos com ocorrência de crimes ambientais, onde o suspeito aparecia em imagens de vídeo e fotografias matando animais , até mesmo em extinção, como é o caso do tamanduá”, disse.
De acordo com o delegado, foi observado através das imagens do celular, que o suspeito costumava não apenas matar animais, mas ainda, de forma perversa, maltratá-los.
“Ele maltratava até a morte, o que fica evidenciado a sua perversidade, que tem a sua origem como um ser pervenço”, relatou.
O homem deve responder por maltrato a animais, com resultado morte, e agravante por ser um animal em extinção. A polícia ainda investiga a existência de outros animais, como a natureza de cada um. As informações são do Juruá Online.