Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Bate boca e troca de acusações marcou reunião no ministério público sobre fechamento da escola Jose plácido em Acrelândia

Na manhã desta quarta-feira pais e professores da comunidade do ramal do Cumaru participaram de uma reunião pública na sede do ministério público de Acrelândia.

A reunião ocorreu no auditório do MP e estiveram presentes o secretário municipal de Educação professor Nilson Mendes Carvalhos, chefe de gabinete da Prefeitura professor Claudiney, vereadores, promotor da cidade Teotônio Rodrigues além de professores e comunidade da escola Jose Plácido de Castro.

A reunião teve como objetivo tratar sobre o fechamento da escola municipal na qual foi informado pela secretaria municipal de educação e o encaminhamento destes alunos para a escola Santa Lucia III. Segundo O Secretário Municipal Nilson o fechamento da escola se dar pela falta de alunos suficiente para o funcionamento da escola. Segundo o secretário hoje a escola funciona com turmas de três a quatro alunos por sala, segundo ele a lei diz que no mínimo tem que ter 15 alunos por sala.

Segundo o diretor Odilon Dos Santos tanto a comunidade como a direção da escola é contra o fechamento e alega que a prefeitura não fez o diálogo com a comunidade antes de fechar a escola.

O promotor Teotônio Rodrigues foi quem conduziu a reunião, segundo o promotor o MP não tem poder em interferi nas decisões do poder executivo, mais sim avalizar depois as suas decisões. Porém O promotor pediu diálogo entre a prefeitura e a comunidade e que a prefeitura possa levar em consideração a estrutura da escola antes de tomar uma decisão.

A reunião também foi marcada por troca de acusações e bate boca, um pai revoltado com a decisão do poder executivo em fechar a escola, partiu para agressão verbal contra o secretário municipal de educação Nilson que teve que ser retirado da sala por amigos e o segurança do MP

No final da reunião o promotor fez uma proposta tanto para a comunidade como também para o executivo. Será realizado a manhã na escola Jose Plácido uma reunião entre os pais e professores para juntos forma uma comissão e elaborar propostas sobre o não fechamento da escola.

Na próxima sexta-feira pela parte da manhã esta comissão ira ter a última reunião com o executivo na sede da prefeitura para apresentar estas propostas e ser analisadas pela prefeitura, só depois o executivo através do seu secretário municipal irá dar a decisão final.

Mas O secretário já enfatizou que a escola precisa ter no mínimo 150 alunos e hoje só está com 76 alunos, ele garantiu que praticamente a decisão já está tomada, mas vai depender das propostas a serem apresentadas pela comunidade se serão ou não viável para a prefeitura.

O presidente do conselho municipal professor Ricardo Modesto disse que o conselho não fez a proposta para fechar a escola Jose Plácido e sim a escola Jose Cassimiro. Segundo Ricardo o que precisa neste momento é legislar sobre a questão, já que duas leis estão conflito com o tema e cabe ao poder legislativo refazer estas leis para só assim poder executivo tomar alguma decisão.