Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Atlético vence o Rio Branco por 3 a 1 e larga na frente na disputa do Campeonato Acreano

O Atlético largou com o pé direito na disputa pelo título do Campeonato Acreano 2016. Na tarde ontem (14), no estádio Florestão, o time celeste venceu o Rio Branco por 3 a 1. Os gols do trinfo azulino foram assinalados por Polaco e Rafael Barros, o segundo estreante da tarde e autor de dois gols. O Rio Branco descontou com um gol contra do lateral-esquerdo Alfredo.

Com a vitória no primeiro jogo das finais, o Atlético ficou a um empate ou até mesmo uma derrota por um gol de diferença para colocar a mão na taça e acabar com um jejum de 25 anos sem título. Uma vitória estrelada pelo mesmo placar leva a decisão do título para um sorteio. O Estrelão só fica com o tricampeonato se ganhar por três ou mais gols.

O segundo e decisivo jogo das finais ocorre próximo sábado (21), no estádio no Florestão, às 15h45.

Jogo

Com 583 torcedores pagantes e renda de R$ 3.910,00, a partida começou com o Atlético Acreano indo para cima do time estrelado. O primeiro gol saiu de uma sobra de bola na intermediária. O meia Polaco dominou soltou o pé com a bola encontrando ângulo do goleiro alvirrubro Nunes, aos 14 minutos.

Um minuto depois, após escanteio, Cácio quase empatou, mas a bola passou sobre o gol de Franco.

Cinco minutos depois, Valério entrou pela direita e finalizou para o gol, mas Franco fez boa defesa. O meia Testinha ficou irritado com o companheiro de equipe, pois estava esperando o passe.

Com mais posse de bola e contra um adversário cabisbaixo, o Galo Carijó encontrou o segundo gol. Rafael Barros invadiu a área pela esquerda, puxou para o meio e chutou de direita. A bola desviou no defensor estrelado e encontrou a rede estrelada, 33 minutos.

Dois minutos depois, numa bola para de Ley, o Rio Branco diminuiu a vantagem celeste. O lateral esquerdo Alfredo tentou cortar e acabou marcando contra.

O Galo não se intimidou com o gol alvirrubro e passou a criar novas oportunidades de gol. Porém, aos 45 minutos, após chute de Januário, de fora da área, o goleiro Nunes salvou parcialmente. O atacante Rafael Barros pegou a sobra e mandou para a rede.

Numa bola para de Ley, o Rio Branco diminuiu a vantagem celeste. O lateral esquerdo Alfredo tentou cortar e acabou marcando contra. Foto: Manoel Façanha
Numa bola para de Ley, o Rio Branco diminuiu a vantagem celeste. O lateral esquerdo Alfredo tentou cortar e acabou marcando contra. Foto: Manoel Façanha
Passou em branco

Na etapa complementar de jogo, o Galo continuou melhor e criando várias oportunidades de gols. Na primeira delas, aos 4 minutos, Eduardo fintou o zagueiro Cácio e concluiu de bico, mas a bola explodiu no pé da trave esquerda de Nunes.

O Rio Branco respondeu aos nove minutos. Romarinho fez jogada rápida e a bola sobrou para Valério. O atacante concluiu para o gol, mas o volante celeste Leandro salvou em cima da linha.

Três minutos depois, o Galo Carijó teve a chance de ampliar com Rafael Barros, mas o goleiro Nunes salvou no reflexo.

Totalmente dominado e pouco criativo, o Rio Branco quase levou o quarto gol, mas agora numa bola trabalhada que culminou na conclusão de Polaco. Porém, a bola saiu sobre o gol estrelado.

Nervoso, o Rio Branco ainda perdeu o volante Juninho, expulso aos 29 minutos. No entanto, o placar ficou inalterado até o apito final do árbitro Antonio Pinheiro, apesar de o Atlético Acreano ter desperdiçado três boas oportunidades ampliar a fatura. (ACEA)